Transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental: Um processo de continuidade

    Publicado por:  Marcia Rodrigues Fernandes

A Resolução nº 5, de 17 de dezembro de 2009, entende a criança como sujeito histórico e de direitos que, nas interações, relações e práticas cotidianas que vivencia, constrói sua identidade pessoal e coletiva, brinca, imagina, fantasia, deseja, aprende, observa, experimenta, narra, questiona e constrói sentidos sobre a natureza e a sociedade, produzindo cultura. O Centro Municipal de Educação Infantil Ciro Frare tem como premissa a garantia da qualidade das propostas pedagógicas nesta etapa de educação, no sentido de elevar a criança como protagonista neste processo, sendo respeitados seus direitos e características nas diferentes etapas de desenvolvimento.

Entender a criança como um todo, sujeito da história e da cultura, além de ser por elas produzidas, implica em corresponsabilidade na transição entre diferentes etapas da educação básica. Neste sentido, as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (MEC 2010), coloca que na transição para o Ensino Fundamental, a proposta pedagógica deve prever formas para garantir a continuidade no processo de aprendizagem e desenvolvimento das crianças, respeitando as especificidades etárias, sem antecipação de conteúdos que serão trabalhados no Ensino Fundamental.

Cabe aos profissionais que atuam na Educação Infantil desenvolver ações para inserir gradativamente a criança no Ensino Fundamental. É por meio do planejamento com estratégias delineadas junto à escola que as crianças terão a oportunidade de conhecer o ambiente escolar, vivenciar propostas e familiarizar-se com a rotina escolar.  Também é importante que os profissionais das escolas conheçam a rotina das unidades de Educação Infantil, como se dá o processo de ensino e aprendizagem, para que assim possam planejar suas propostas futuras de forma a promover o acolhimento das crianças no início do ano letivo.

O CMEI Ciro Frare têm articulado o processo de transição das crianças ao Ensino Fundamental através de planejamento conjunto com a Escola Municipal Heráclito Sobral Pinto, rodas de conversas com as crianças, reuniões com as famílias, e atividades que desvelam as dúvidas e ansiedades comuns das mesmas neste processo. Os rituais de passagem, presentes em diferentes culturas auxiliam a passagem de uma fase da vida à outra, além de amenizar os processos de luto pela perda de laços afetivos com os espaços, ambientes, colegas e profissionais da unidade. Dessa forma, visitar à escola com planejamento, onde as crianças e famílias vivenciem propostas diversas da rotina da escola, mostrando que não estão distantes das conhecidas e vivenciadas por elas no CMEI, garante os direitos das crianças.

Na última segunda-feira (16/10/2017) recebemos o primeiro convite para visitar a escola, a pedagoga Lezi nos trouxe o convite em nome das crianças do pré II C. Nos convidaram para visitar a escola com as famílias e para ir de bicicleta, patinete, skate ou levar um brinquedo preferido. E na quarta-feira (18/10/2017) foi o grande dia, contamos com a guarda municipal que nos acompanhou durante todo o trajeto. Na escola brincamos na quadra coberta, conhecemos a biblioteca, ouvimos histórias com a professora Josi, fizemos leitura com as famílias, conhecemos as salas dos primeiros anos, brincamos no bosque, tomamos água fresquinha e entregamos lindos presentes aos novos amigos. Já estamos ansiosos para as proximas visitas e as portas do CMEI Ciro Frare estão abertas para as crianças e professoras da Escola Municipal Heráclito Sobral Pinto.

Todas as estratégias contribuem com o processo de transição entre as duas etapas e garantem o respeito às características e ao desenvolvimento da crianças.

Autor: Ciro Frare, CMEI | Fonte: Márcia Fernandes
00156482.jpg
T
1/31