TRABALHADO COM A DIVERSIDADE ÉTNICO-RACIAL

    Publicado por:  Marilia Stockler

                A professora de Arte de 6º ao 9º ano, Priscila Q. Baldassarre Guimarães, dentro do seu projeto de música trabalhou com os seus alunos as danças circulares, em particular a dança das tribos africanas. Lembrando que estas sempre estiveram presentes na história da humanidade: nascimento, casamento, plantio, chegada das chuvas, primavera, morte, e refletiam a necessidade de comunhão, celebração e união entre as pessoas.  

                Foi Bernhard Wosien, bailarino clássico, coreógrafo, pedagogo e pintor que nas décadas de 50 e 60 percorreu o mundo recolhendo e resgatando as danças de diferentes povos.  Ele percebeu que dançando em roda, vivenciou a alegria, a amizade e o amor, tanto para consigo mesmo como sentiu que as danças circulares possibilitavam uma comunhão sem palavras entre as pessoas. 

                Dentro deste trabalho houve o resgate da dança “KWAHERI”  cuja origem é do Kenya (África).  A canção diz: “Goodbye, dear friend. We Will meet again if God wills” (Adeus meu amigo. Nós nos encontraremos novamente se Deus quiser). É uma canção tradicional de despedida, cantada nos finais de festas e colheitas.

                No dia 1º de julho, em nossa escola, os alunos de 7º anos e 8º anos, vivenciaram na prática a dança kenyana apresentando a coreografia a seus colegas do 6º ao 9º ano, mostrando um pouco da diversidade cultural existente no mundo.

Autor: Maria Clara Brandão Tesserolli, EM | Fonte: Priscila Q. Baldassarre