Todos contra o abuso! Plante essa ideia!

    Publicado por:  Dayanne Fabrili Gomes de O. Adams Evangelista

Na semana de 13 a 18 de maio, as professoras Silvana Cancilieri e Geni Fogaça da turma do Pré IIB fizeram uma campanha no CMEI Vila Osternack contra o abuso sexual infantil, cuja campanha abrangeu crianças e famílias, com uma série de atividades planejadas a respeito da temática.

Considerando que é grande o número de abuso sexual infantil no Brasil, e que isto não ocorre somente em algumas regiões do país, o alerta foi disparado para famílias e crianças com a disseminação de informações e conhecimento.

As professoras fizeram roda de conversa com as crianças sobre cuidados e prevenção, abordando questões sobre não guardar segredos dos pais porque isto não é bom, não aceitar coisas de estranhos, não tirar foto sem roupa, não deixar pessoas tocar em suas partes íntimas, não sentar no colo de quem não queira, pedir ajuda sempre que precisar, contar o que está incomodando, entre outras.

O símbolo contra o abuso sexual infantil: a flor, também foi apresentada e explicada para as crianças. Para todas as turmas as professoras ainda fizeram uma seção de cinema, passando um vídeo infantil que trata a respeito do abuso, e após, com todas as crianças do CMEI, fizeram uma retomada com conversa.

A campanha se estendeu para as famílias. As crianças desenharam as flores da campanha e distribuíram para as famílias com o lema: "Denuncie o abuso! Plante essa ideia! Disque 100!".

Na sexta feira a tarde, com a abertura do portão, as crianças distribuíram para as famílias as florzinhas dizendo para denunciar qualquer forma de abuso. Enquanto as famílias entravam para buscar as crianças e pegavam a florzinha, o vídeo também ficou passando para as famílias assistirem.

No página do CMEI a Campanha também foi divulgada durante a semana, com a publicização de um vídeo contra abuso para as famílias.

A campanha nacional faz parte do Projeto Institucional: Quem Ama Cuida no CMEI em conjunto com a Rede de Proteção Bairro Novo e Secretaria Municipal de Educação.

Autor: Vila Osternack, CMEI | Fonte: Dayanne Fabrilli Adams Evangelista