Relações que se entrelaçam em meio às Culturas...

    Publicado por:  Aline Eluize Cardoso

Cabe a instituição de educação infantil, por meio de uma gestão compartilhada, compreender e promover  de forma reflexiva, a ampliação de repertório das crianças, e estabelecer propostas que valorizem o patrimônio cultural, científico, tecnológico e ambiental, articulados aos direitos de aprendizagens, de acordo com as especificidades de cada criança, para que sejam possíveis de serem vividas e experienciada  por todas elas.

Para legitimar, garantir dar sentido e significado aos direitos de aprendizagem e desenvolvimento das crianças as professoras, equipe pedagógica e administrativa e famílias, do CMEI Ciro Frare, trazem como proposta ao Tempo Cultural que marca a páscoa Curitibana, estratégias para além do consumismo e com respeito as diferenças, crenças, rituais e formas de viver esse tempo. Em uma lógica de relações que se entrelaçam em meio às Culturas, vislumbramos e potencializamos a expressividade e criatividade, articulados aos princípios éticos, estéticos e políticos, bem   como, a criança potente e forte que constrói sentido sobre si, sobre o outro e sobre o mundo. As crianças levaram para casa na quinta-feira (18/04) um baú com maçãs, que valorizam o cultivo e o compartilhamento com o outro, na contramão da relação comercial, mas promovendo o tempo de compartilhar do alimento que é cultural e tem se mostrado marcante na nossa realidade, um grande convite a buscar também outras marcas e preciosidades do nosso cotidiano e jeitos de viver e sentir a presença do outro , da magia que é conviver e poder celebrar as relações de forma , simples, mas significativa para nossa identidade. Esse baú retornará para o CMEI com preciosidades do cotidiano familiar, que as crianças irão eleger, como por exemplo alguns elementos da natureza, objetos de apego, entre outros que façam sentido a elas e possibilitem novas oportunidades de experiências na unidade. O baú ficará no CMEI até dezembro e as crianças irão coletar  diferentes objetos que marcam e fazem sentido nas diferentes situações do cotidiano e levarão para casa no fim do ano letivo.

Autor: Ciro Frare, CMEI | Fonte: Equipe EPA - Márcia Rodrigues Fernandes
00210930.jpg
Noticias
1/15