Projeto Farol do Saber e Inovação será apresentado nos Estados Unidos

    Publicado por:  Paulo Henrique Machado

 

De 06 a 13 de maio, o projeto Farol do Saber e Inovação, lançado no ano passado pelo prefeito Rafael Greca, será apresentado para especialistas em Aprendizagem Criativa no Massachusetts Institute of Technology (MIT) Media Lab, em Boston, nos Estados Unidos.

O projeto da Prefeitura de Curitiba participou do Desafio Aprendizagem Criativa 2018, promovido pela Fundação Lemann e MIT Media Lab. No mês de março foi anunciado como um dos oito projetos selecionados no país – único na região sul – para integrar o programa de apoio técnico educacional oferecido pela instituição.

“Nossa cidade representa a única experiência da região sul selecionada entre 213 projetos para integrar o programa de apoio técnico educacional oferecido pela instituição de renome mundial”, destaca a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

A iniciativa curitibana será representada em Boston pela professora da rede municipal Thaís Eastwood Vaine, técnica pedagógica da Coordenadoria de Tecnologias Digitais e Inovação.

Profissionais de diversas regiões do Brasil apresentarão práticas que são referências em tecnologia e inovação na educação. Curitiba apresentará o projeto Faróis do Saber e Inovação para o Lifelong Kindergarten Group e comunidade do MIT Media Lab. “O objetivo é discutirmos e refinarmos os planos para o projeto durante o restante do programa”, explica Thaís.

Assim, como Thaís, os profissionais brasileiros que apresentam seus projetos receberão apoio constante para desenvolver iniciativas e atuarem como multiplicadores da aprendizagem criativa. Thaís ingressará em uma comunidade de fellows (especialistas que buscam novos conhecimentos) e adeptos da Aprendizagem Criativa.

Também atuará em rede com esse grupo para incentivar práticas que tornem a educação mais ?mão na massa’, colaborativa e relevante.

“Conhecer pesquisadores e profissionais do MIT Media Lab e poder colaborar levando uma realidade diferente para ser discutida é uma oportunidade incrível de intercâmbio técnico e cultural”, destaca a professora.

“Poder interagir com pesquisadores e profissionais de uma das universidades de maior renome do mundo é algo que só imaginava nos meus sonhos e que graças a muito esforço se tornou possível”, completa.

Unidades

Os Faróis do Saber e Inovação diferem dos originais por terem uma parte das instalações transformadas em espaço maker, o que na prática funciona como laboratório para a livre criação dos estudantes, a partir de práticas pedagógicas que estimulam a pesquisa de uma forma divertida. Esses espaços servem também como oficinas de ideias e polos de disseminação da cultura maker, valorizando a criação, colaboração, o pensamento crítico e a autonomia dos participantes.

Nos Faróis de Inovação, crianças e jovens podem fazer atividades nas áreas de comunicação e mídias, tecnologia e impressão 3D, ciências e matemática.

Atualmente são quatro Faróis do Saber e Inovação disponíveis na cidade: o Farol Herbert José de Souza, junto à Escola Municipal Marumbi, no bairro Uberaba; Farol Manuel Bandeira, na Escola Municipal Herley Mehl (Pilarzinho); Farol Rocha Pombo, vinculado à Escola Municipal Papa João XIII, no Portão; e Farol José de Alencar, da Escola Municipal São Mateus do Sul, no Pinheirinho.

Até o fim do ano, outros seis serão implantados e a cidade terá uma unidade em cada regional.

Autor: Gerência de Faróis do Saber e Bibliotecas | Fonte: Secretaria Municipal da Educação