Prefeito inaugura 4 novas bibliotecas escolares

    Publicado por:  Paulo Henrique Machado

O prefeito Gustavo Fruet inaugurou mais quatro bibliotecas escolares no mês de dezembro, desta vez nas Escolas Municipais Theodoro de Bona, no Atuba, Miguel Krug, no Portão, Mirazinha Braga, no Bom Retiro, e Ana Hella, no Vista Alegre. Com isso, a Rede Municipal de Bibliotecas Escolares contará com 196 unidades, das quais 11 asseguradas nos últimos quatro anos.

“É gratificante finalizar a gestão tendo cumprido uma meta importante do plano de governo, que é equipar com bibliotecas e quadras cobertas as escolas onde houvesse espaços. São 18 quadras, mais cinco em processo de licitação, bibliotecas, gibitecas e quase R$ 1 milhão destinados à reforma dos Faróis do Saber. Com isso investimos na formação de novos leitores, de estudantes cada vez mais críticos e participativos, além da prática cultural, esportiva e social”, disse Fruet.

A secretária municipal da Educação, Roberlayne Borges Roballo, cumprimentou os profissionais das quatro escolas pela qualidade dos trabalhos pedagógicos desenvolvidos com as turmas, com prioridade às ações de leitura e escrita. “Uma das diretrizes assumidas na rede municipal de ensino foi para que todas as escolas, todos os profissionais do ensino desenvolvessem ao menos uma atividade de literatura por dia. A leitura propicia diferentes formas de ver o mundo” disse Roberlayne.

Segundo Roberlayne, o maior legado que uma administração pública pode deixar à cidade é o investimento feito nas pessoas. “Aquilo que transforma a vida das pessoas pela via do conhecimento é o que faz uma sociedade se desenvolver”, disse Roberlayne.  

 

Escola Municipal Theodoro de Bona

 

Na Escola Municipal Theodoro de Bona, que atende 390 estudantes de ensino fundamental, a biblioteca recebeu o nome Professora Solange Domiciano de Souza, em homenagem a uma profissional da rede.

A sala espaçosa e com acervo de 2,7 mil livros substituiu a antiga “paredoteca”, como era chamado o espaço improvisado onde o acervo de livros ficava organizado para atender os estudantes que são bons leitores. Além da biblioteca a escola ganhou nova cobertura no pátio e rampas de acesso. O investimento na obra de 170 metros quadrados foi de aproximadamente R$ 500 mil.

A apresentação feita pelos estudantes serviu para demonstrar a satisfação com o novo espaço, que tornará ainda mais atraentes as inúmeras atividades de incentivo à leitura desenvolvidas na escola. A média mensal de empréstimos, que era de 1.380 livros, saltou para 4 mil livros com a construção da biblioteca, que já vinha funcionando há algumas semanas.

“Muito mais do que uma sala este espaço amplia nossas possibilidades de agir na formação plena dos nossos estudantes. A leitura estimula o desenvolvimento, a criatividade e  o raciocínio lógico dos estudantes”, disse a diretora Dalva Escandolheri Alves. O conjunto de melhorias realizadas na escola, enfatizou Dalva, é uma das várias ações desenvolvidas pela gestão para melhorar a qualidade do ensino. Além da biblioteca e das obras no pátio, está em processo de licitação a construção de uma quadra coberta.

“Não esqueceremos as lições de equidade e de luta pelo direito à educação de todos os estudantes da rede”, disse a diretora. A estudante Juliane Lunas, de 8 anos, aluna do 3º ano, fez questão de acompanhar o prefeito na visita à nova biblioteca, espaço que ela considera o melhor da escola. “Ficou tão grande, com todos os livros à mostra, que deixa a gente com vontade de ler sempre mais um. Os meus preferidos são os Diários de um Banana”, disse Juliane.

 

Escola Municipal Miguel Krug

 

Na Escola Municipal Michel Krug, no Portão, os 470 estudantes e os professores também fizeram festa durante a inauguração da Biblioteca Escolar Lorivana Gonçalves Medina, também ex-professora da rede.  “Um livro é um brinquedo feito com letras”, disse a diretora Karin Adriana Stiegler de Oliveira, citando o escritor Rubem Alves e agradecendo o novo espaço construído na escola.

A biblioteca garantiu a melhor organização do acervo composto por livros e periódicos infantis e infanto-juvenis. O espaço foi organizado para permitir que os livros e materiais diferenciados fiquem expostos, propiciando também contações de histórias, momentos de leitura livre das crianças e o empréstimo de livros.

Na Escola Miguel Krug a Prefeitura também investiu na reforma da cozinha e dos banheiros e na construção de um pátio coberto. O investimento foi de R$ 295 mil.

As mudanças agradaram ao estudante Alan Heitor Neves Born, de 10 anos, do 5º ano. “Gostei das mudanças, mas o melhor de tudo foi sem dúvida a biblioteca, que agora é espaçosa e confortável. Tenho vontade de passar horas dentro dela, ainda mais que tem várias coleções que eu adoro”, disse Alan.

Segundo a professora Aparecida de Oliveira, a escola ganhou reforço para fortalecer e dinamizar ações e práticas para o incentivo à leitura. “Com o espaço poderemos fortalecer o nosso fazer pedagógico, com atividades extracurriculares, momentos de leitura; aulas diferentes, lúdicas, um novo suporte para aos professores”, disse Aparecida.

Escola Municipal Mirazinha Braga 

 

Na Escola Mirazinha Braga, a estudante do 5º ano Valentine Simpson, 10 anos, ficou aflita com a construção da biblioteca. Durante a obra, o espaço onde os livros estavam provisoriamente organizados, no laboratório de informática, foi fechado. Leitora e escritora, a menina agora respira aliada. “Estou encantada com a nova biblioteca. É espaçosa e cheia de livros. Os meus prediletos são os de aventura e terror. Eu mesma escrevo minhas próprias aventuras”, conta a aluna. A biblioteca tem como homenageado o poeta, tradutor, crítico literário e ensaísta brasileiro José Paulo Paes.

A escola de 64 anos atende a 592 alunos e está passando por outras reformas, em um investimento total de R$ 526 mil. Todo o telhado e a parte elétrica do prédio foram restaurados. “As obras melhoraram a infraestrutura da unidade e garantiram mais qualidade para o trabalho dos professores e a aprendizagem dos alunos. Isso é priorizar a educação”, avalia a diretora Danielle de Oliveira.

“Escolas não podem ser gaiolas que aprisionam, precisam ter asas que ajudam a voar. Trabalhamos muito para transformar os espaços das unidades de ensino da rede em espaços pedagógicos, capazes de ampliar os conhecimentos da população”, disse a secretária municipal da Educação, Roberlayne Borges Roballo.

 

Escola Municipal Ana Hella

 

A Rede Municipal de Bibliotecas Escolares de Curitiba ganhou a primeira unidade construída em container. É a Biblioteca Escolar Rubem Alves, inaugurada nesta segunda-feira (12/12), na Escola Municipal Ana Hella, no Vista Alegre. 

Construída reutilizando containers, a biblioteca seguiu um projeto que aliou sustentabilidade a um novo conceito de qualificação de espaços para beneficiar os 378 estudantes atendidos nas turmas de pré-escolar ao 5º ano. Foi concluída em três meses, com investimento de aproximadamente R$ 200 mil, metade do custo e do tempo da construção de uma unidade convencional.

A comunidade local compareceu em peso à inauguração da biblioteca e foi recepcionada pelas crianças recitando poemas de Rubem Alves, que dá nome ao espaço. “A biblioteca é um sonho antigo que se tornou real porque foi sonhado por toda a equipe e realizado por essa gestão, que priorizou a educação. A biblioteca é um presente de Natal para toda a nossa comunidade”, disse a diretora Sandra Regina dos Santos. As crianças participaram da festa com dedicação. “Caprichei na dança para agradecer a biblioteca que fez a escola famosa na rua e no bairro”, disse Gabriela Cristina Medeiros, de 8 anos, aluna do 3º ano.

Formada por dois containers, um com 40 pés (12 por 2,43 m²) e o outro com 20 pés (6 por 2,43 m²), a biblioteca tem área útil de 42,32 m². Na parte interna, as estantes organizam o acervo literário. Há também espaços para atividades de incentivo à leitura e pesquisa. Em frente, dois decks formam uma pequena praça com bancos para leitura ao ar livre, espaços para brincadeiras e jogos de tabuleiros. Rampas e barras garantem acessibilidade e janelas proporcionam entrada de luz natural.

A reutilização de containers na construção é uma medida sustentável, com menor prazo para implantação, redução de custos e de descarte de resíduos. Os módulos passaram por um processo de limpeza, funilaria, serralheria, pintura e revestimentos com mantas de lã de rocha e placas de drywall.

Os estudantes comemoram a entrega da nova biblioteca, que completou uma série de ações feitas nos últimos anos para dar qualidade às ações desenvolvidas na unidade. A escola ganhou quadra coberta, inaugurada em 2014, e teve o telhado totalmente reformado. Foi a primeira reforma feita no telhado da edificação construída há 36 anos. A escola também recebeu pintura interna e externa.

 

Bibliotecas escolares inauguradas na gestão 2013-2016:

Biblioteca Escolar Tatiana Belinky, na Escola Municipal Profª. Nansyr Cecato Cavichiolo (Portão) - 2013;
Biblioteca Escolar Tatiana Belinky, na Escola Municipal Doutor Hamilton Calderari Leal (CIC) - 2013;
Biblioteca Escolar Poeta Emiliano Perneta, na Escola Municipal Pilarzinho (Boa Vista) - 2013;
Biblioteca Escolar Cora Coralina, na Escola Municipal Vila São José (CIC) - 2014;
Biblioteca Escolar Bartolomeu Campos de Queirós, na Escola Municipal Professor Brandão (Matriz) - 2015;
Biblioteca Escolar Sylvia Orthof, na Escola Municipal Leonor Castellano (Boqueirão) - 2016;
Biblioteca Escolar Chloris Casagrande Justen, na Escola Municipal Des. Marçal Justen (Portão) - 2016;
Biblioteca Escolar Profª. Solange Domiciano de Souza, na Escola Municipal Theodoro De Bona (Boa Vista) - 2016;
Biblioteca Escolar Lorivana Gonçalves Medina, na Escola Municipal Miguel Krug (Portão) - 2016;
Biblioteca Escolar Rubem Alves, na Escola Municipal Ana Hella (Santa Felicidade) - 2016;
Biblioteca Escolar José Paulo Paes - Escola Municipal Mirazinha Braga (Matriz) - 2016.

 

Gibitecas:

Gibiteca Alceu Chichorro (CIC) - Vinculada à Escola Municipal Professor Dario Vellozo - 2013;
Gibiteca Jardim Pinheiros (Santa Felicidade) - 2013.

 

 

Autor: Bibliotecas e Faróis | Fonte: Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba