Parque Barigui é um dos mais frequentados na cidade de Curitiba.

    Publicado por:  Katia Regina de Almeida Foggiatto

O Barigüi é um dos maiores e o mais freqüentado parque de Curitiba. Sábados, domingos e feriados o parque é um dos principais pontos de encontro da cidade e, durante a semana, é muito comum as caminhadas em volta do lago. São muitas as opções de entretenimento e lazer no Barigüi.
Possui uma área de 1,4 milhão m², que fazia parte da sesmaria do capitão-povoador Mateus Leme. Foi transformado em parque em 1972, segundo o projeto do arquiteto Lubomir Ficinski.
O termo barigüi tem origem indígena. Os índios locais deram esse nome ao rio que atravessa o parque e que pode ser traduzido como rio do fruto espinhoso, referindo-se as pinhas que caem dos muitos pinheiros do local.
O Parque Barigüi possui equipamentos de ginástica, sede campestre, churrasqueiras, restaurante, pedalinhos, canchas poliesportivas, quiosques, Museu do Automóvel, Estação Maria Fumaça, parque de exposições, parque de diversão, pista de bicicross e aeromodelismo. O Parque também abriga a sede da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.
Muita área verde, com mata nativa, envolve um grande lago de 400 mil m², formado por uma represa. Esse ambiente propicia o desenvolvimento de uma fauna rica. A região de Curitiba possui cerca de 200 espécies de aves e é possível encontrar muitas delas no parque, como os pavós, uma ave grande de peito vermelho, e o papagaio-do-peito-roxo, ameaçado de extinção. Encontra-se, também, capivaras, socós, garças, gambás, tico-ticos, gansos, e muitos outros animais.
Também existe um heliporto no parque, onde se pode alugar um helicóptero e percorrer vários pontos turísticos de Curitiba.

Autor: Arnaldo Alves, EM | Fonte: Fonte:www.curitiba-parana.net