Oitavo Farol do Saber e Inovação é inaugurado no bairro Sítio Cercado.

    Publicado por:  Ana Dariley Peters

Um mural e caixinhas com as ideias dos próprios estudantes para prevenir a prática do bullying (violência física ou psicológica, de maneira intencional e repetida). Essa foi a contribuição de um grupo de estudantes da Escola Municipal Rio Negro à comunidade. O trabalho foi apresentado nesta terça-feira (25/9) durante a inauguração do oitavo Farol do Saber e Inovação de Curitiba, o Rubem Braga, no bairro Sítio Cercado, localizado ao lado da escola.

O projeto “Stop Bullying – Seja gentil!”, exposto no farol recém-reformado, foi apresentado ao prefeito Rafael Greca e à secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, pela professora Viviane Glok e pelos estudantes Felipe Armstong, Gabrielly Godoi, Stella Paiva, Eduarda Martins, Eduardo da Silva e Milene Diniz. O mural é resultado de três meses de trabalho e surgiu da reflexão dos pequenos sobre a necessidade de melhor convivência e harmonia.

“Em 2030, quando vocês forem adultos, a maioria das profissões de hoje não existirá amanhã. Queremos que os curitibinhas estejam preparados para enfrentar o mundo novo”, disse o prefeito. A secretária Maria Sílvia destacou o papel dos Faróis da Inovação para estimular os estudantes a buscarem respostas e soluções para as questões do cotidiano. “É colocar Curitiba na vanguarda de todos os processos educativos”, comentou.

A equipe envolvida no projeto pesquisou durante os recreios dos estudantes a incidência de casos de bullying, depois fez buscas na internet sobre a temática. “A gente quer que as pessoas saibam falar com o outro sem magoar e também usem as palavras mágicas por favor, obrigada, com licença”, disse a estudante Milene Diniz.

As outras ideias dos pequenos, como contação de histórias, confecção de cartazes, confecção de brinquedos para brincadeiras saudáveis envolvendo a temática, serão desenvolvidas nas próximas semanas com o apoio das professoras. “São maneiras de estimular a gentileza”, destacou a professora Viviane.

A cerimônia de inauguração também contou com uma apresentação de dança ucraniana do grupo Iasna Zoria, do qual faz parte a ex-aluna Ana Camile Kroin.

Sobre o Farol

Inaugurado em abril de 1995, o Rubem Braga atualmente conta com 4.512 exemplares de livros, sendo 3.976 títulos. São 7.190 empréstimos por ano e 8.156 usuários cadastrados.

Rede

Os faróis do Saber e Inovação são oficinas de criatividade com impressora 3D e espaço maker (mão na massa). Podem ser utilizados pelos estudantes e pela comunidade. Além do Farol Rubem Braga, já foram transformados em Faróis do Saber e Inovação e entregues à população as unidades Dante Alighieri (junto à Escola Vinhedos, em Santa Felicidade); Mário Quintana, junto à Escola Municipal Wenceslau Braz, no bairro Boqueirão; Fernando Amaro de Miranda, da Escola Municipal CEI Heitor de Alencar Furtado, na CIC; Herbert José de Souza, da Escola Municipal Marumbi (bairro Cajuru); Manuel Bandeira, da Escola Municipal Herley Mehl (Pilarzinho); Rocha Pombo, da Escola Papa João XXIII (Portão); e José de Alencar, da Escola São Mateus do Sul (Pinheirinho).

Presenças

Também estiveram presentes na inauguração os superintendentes Elisângela Mantagute (Gestão Educacional) e Oséias Santos de Oliveira (Executivo); o chefe do Núcleo da Educação do Bairro Novo, Pedro Rodrigo de Andrade; o administrador da Regional Bairro Novo, Fernando Bonfim; o presidente da Cohab, José Lupion Neto; a coordenadora de Tecnologias Digitais e Inovação da Secretaria da Educação, Estela Endlich, a diretora da Escola Rio Negro, Elisângela Cristina Dolato, a vice Vanessa Sampaio, estudantes e familiares.

Autor: SME | Fonte: Prefeitura Municipal de Curitiba.
00264392.jpg
Farol do Saber e Inovação Rubem Braga
1/5