Oficinas de Robótica de baixo custo em parceria com a Uninter

    Publicado por:  Aline Alvares Machado

Nos meses de agosto e setembro, os estudantes que participam do projeto de Robótica poderão aprender mais sobre robótica e programação com Arduino em oficinas que acontecem na Universidade Uninter.

Essas oficinas têm duração de 2 horas e abordarão conteúdos de eletrônica básica, como o que são circuitos, corrente contínua e alternada; e também os primeiros passos de construção e programação com a placa, abordando os seus componentes básicos, os sensores, as “shields”, as saídas e entradas, entre outros.

Os professores participam junto com os estudantes, ampliando também os seus conhecimentos e tirando dúvidas sobre o que eles já vem estudando e ensinando nas aulas de Robótica Educacional nas unidades.

O objetivo é diversificar o trabalho que já vem sendo feito, predominantemente com os kits de robótica prontos, como o LEGO, e dando aos estudantes e professores uma nova perspectiva para desenvolver os modelos em robótica.

A plataforma Arduino, além de ser uma plataforma aberta, também permite uma liberdade criativa maior, já que não há limites nos tipos de materiais para a construção do mecanismo idealizado pelos estudantes - seja ele um braço mecânico, um sistema de monitoramento de vazamentos, ou uma árvore robótica para ser usada em uma mostra, como você pode conferir clicando aqui.

Além disso, a plataforma Arduino tem um custo muito mais baixo, se comparada aos tradicionais kits de robótica educacional disponíveis no mercado. Um kit inicial, com peças básicas para começar os primeiros ensaios, pode ser encontrado com facilidade por um valor cerca de 10 vezes inferior aos kits tradicionais.

Algumas escolas que participam do projeto já utilizam essa placa, como é o caso da Escola Municipal Prof. Herley Mehl, no Pilarzinho. A escola retomou o projeto neste ano de 2018, e não possui kits mais atualizados de robótica, como o LEGO EV3. Com o objetivo de manter o projeto, mas sem um custo muito alto de investimento inicial, a equipe diretiva da unidade optou por utilizar essa plataforma para o trabalho. A professora vêm buscando o auxílio, tanto das profissionais da equipe da SME, quanto de voluntários que atendem a escola, para que ela e os estudantes possam se aprofundar cada vez mais no assunto.

Autor: SME | Fonte: CTDI