O Ateliê e as Tintas

    Publicado por:  Ana Beatriz Souza Cerqueira

Como é reconfortante, acalentador sermos recebidas para uma conversa tão delicada , tão agradável, regada a artes! Como é doce em uma manhã formativa, sermos recebidas com essa autenticidade, com  beleza, que investiga, explora, que procura por detalhes , e  acima  de tudo nos torna participantes , divide conosco e nos chama para o encantamento!

Damila Beghetto, mãe do Martim, Professora de Educação Infantil no nosso Cmei, com sua experiencia e sabedoria, trouxe o tema atelie de tintas e cores! Fez uma bonita contextualização da 

Estética do ateliê, da materialidade tinta, trouxe um pouco da história das tintas, a Pintura/técnicas e a cor, seguido de um lindo convite para um atelie virtual, para criarmos e experimentarmos a arte, a cor, as tintas em sua integralidade, utilizando a imaginação, repertório para criar.

Neste momento foi inevitavel não se encantar com o contexto organizado por Damila e pelos professores, os quais trouxeram os pigmentos que tinham em casa: Shoyu, água de pinhão, folhas de espinafre, mostarda, planta colorida, folhas de espinafre, mostarda, planta ornamental roxa, verde, cúrcuma, colorau, beterraba, cola branca, cola verde, pétala de flor, pó de café, alecrim, pó de pimenta síria, Papel sulfite, algodão cru, açafrão, colorau, espinafre em pó, carvão, clara, amora e couve macerado, erva mate e rolo de papel higienico foram alguns materiais escolhidos para o atelie. Isto vai revelando o lhar atendo do professor ao pensar contextos potentes para as investigações das crianças.

Martim estava imerso no contexto criado pela mãe, sentado em seu colo,  chamava a atenção de Damila para seu encantamento com o momento entre as tintas  , falando através de seu corpo, de seus olhinhos atentos, ele foi nos inspirando pouco a pouco sobre o maravilhamento com as tintas e com as cores!

Sabemos, como docentes,  que são inúmeras as possibilidades  oportunizadas às crianças  pela exploração de tintas, pelo estético, mas o grande desafio é desvendar o pensamento das crianças  ao lidar com experiencias como esta, e se permitir narrar a imaginação, a exploração, a investigação a partir desta possibilidade!

Assim como o desenho esta para a linguagem da criança, a criação , a arte, as tintas , as cores estão para a imensidão de seus sonhos ! Brincar com tintas, brincar com cores,  com diversos elementos e riscantes , conduz a criança a novos saberes e outros caminhos de descobertas, habilidades, desafios! Convida, seduz , provoca a um mundo tão particular, de maravilhamento,  a uma escuta sensível, além do que possamos descrever em papel, avaliações, em fotos! Fica subentendido ao coração!

Em uma porção de palavras adoráveis , as professoras, que também brincavam e criavam em suas casas, descreveram esse momento inigualável: Genial, desafiador, possibilidades, exploração, descoberta, prazeroso, imaginação, encantamento, criação, encantação, aventura... que se vislumbra no lindo atelie construido com as obras produzidas pelos professores.

No entanto com todas estas expressões, que nos alimentam nestes dias de reflexão, de formação, em busca do melhor para as crianças, como educadoras, mães , aqui especialmente a Damila, que nos proporcionou esse lindo momento, me atrevo a escrever que : Há na infância um capítulo , uma percepção mágica que jamais poderemos descrever, que jamais haverá palavra para decifrar esse mundo tão encantador !

Autor: Gerda dos Santos e Ana Beatriz S. Cerqueira | Fonte: CMEI Centro Cívico
00297503.png
Ateliê
1/26