NREPR COMEMORA O DIA INTERNACIONAL DAS CIDADES EDUCADORAS

    Publicado por:  Lucilene Guimaraes Paixao

No dia 30/11, celebramos o Dia Internacional da Cidades Educadoras e, com isso, Curitiba não poderia ficar de fora!

Foi organizado nos auditórios da Rua da Cidadania da Fazendinha, estações sobre um tema de pesquisa desenvolvido por nossas escolas e CMEIs.

O objetivo das estações foi de despertar em nossos estudantes o interesse e desejo em serem protagonistas de nossa comunidade e cidade como um todo, percebendo a importância de seus papéis para a transformação dos nossos espaços, contribuindo significativamente para o sentimento de pertença, cuidado e amor onde vivem, assim como, para os profissionais vivenciarem as experiências demonstradas visando nossa cidade como um grande e amplo território educativo a ser explorado.

            Em cada estação, tivemos professoras, estudantes e crianças contando sobre o trabalho desenvolvido dentro da temática! Tivemos no período da manhã e da tarde a participação de crianças/estudantes das unidades: CMEI Vila Rigoni, EM Professora Nansyr Cecato Cavichiolo, EM Presidente Pedrosa, EM Nova Esperança, CMEI Santa Amélia e EM Miguel Krug, além da participação de outras pessoas da comunidade e do comércio que vieram prestigiar o trabalho desenvolvido.

No auditório III tivemos as estações sobre:

- Aprendizagem Criativa representada pela EM Campo Mourão que compartilharam ações que levaram os estudantes a colocarem a mão na massa, a pensarem nas suas produções e serem autores de suas ações e de seus aprendizados, vivenciando assim uma aprendizagem significativa. Algumas das atividades desenvolvidas foram a luminária com circuito de papel, criação de personagens mágico e robôs, passeio drive thru no zoológico (robótica), moinho de vento (robótica, robô dançante que desenha (robótica).

 - Grêmio Estudantil representada pela EM São Luiz, que priorizou o reconhecimento do direito de participação, ao se afirmar a concepção de crianças e adolescentes como sujeitos criativos, capazes de formular hipóteses e se posicionar sobre os acontecimentos e interesses que lhes cercam, tanto na vida escolar quanto na sociedade.

- Sustentabilidade representada pelo CMEI Colombo que explicaram que dentro do Projeto Rios: do “portão” das unidades para uma vida sustentável, o CMEI ampliou a proposta possibilitando vivências e aprendizagens para que as crianças ajudem a prevenir o esgotamento e o desperdício de recursos naturais, para um modo de vida sustentável, dentre as práticas coletaram óleo de cozinha usado para reutilizarem com a fabricação caseira de sabão e entrega para as famílias, campanha de arrecadação de tampinhas, captação da água de chuva para utilização na limpeza do CMEI e irrigação da horta e sementeira, elaboração da composteira.

– Mãos na massa representada pela EM Papa João XXIII, que explicou o projeto visando trabalhar a economia doméstica para os estudantes, tendo como objetivo principal possibilitar aos estudantes autonomia para refletirem, criarem e desenvolverem habilidades, aptidões, valores, ética e ações para o empreendedorismo no dia-a-dia por meio de práticas sustentáveis articulando com os componentes curriculares como oficina de costura e culinária.

- Respeito às diferenças representada pelas unidades: CMEI Vila Rosinha, CMEI Portão e EM Marçal Justen que trouxeram práticas pedagógicas realizadas nas unidades dentro do projeto “Curitibinhas na inclusão, bullying não!

- Saúde bucal representada pela Secretaria Municipal de Saúde/ Distrito de Saúde do Portão, que trouxeram materiais sobre a importância de uma escovação adequada e cuidados para a proteção da dentição.

No auditório II, compartilhamos as produções dentro do Projeto Rios: do “portão” das unidades para uma vida sustentável. As unidades EM Campo Mourão, CEI Professor Adriano Gustavo Carlos Robini, CMEI Colombo, CMEI Estrela e CMEI Pimpão. O objetivo foi de despertar nas crianças e estudantes a importância de termos uma vida saudável, partindo dos cuidados com o nosso meio, em especial, do lugar onde vivemos. Todo o trabalho com as nossas crianças e estudantes partiu da “hidrografia” de nossa região. O encaminhamento metodológico aconteceu a partir do trabalho de observação das crianças/estudantes e pesquisas dos rios próximos as suas unidades. O resultado deste trabalho culminou na produção de desenhos, frases, textos narrativos, poesias, criação de letra de música, folders, memórias e muita brincadeira!

Tivemos a participação do CEI Contratado Marista que compartilhou uma prática pedagógica sobre a interação e brincadeira com elementos da natureza!

Na Casa da Leitura, com auxílio da Fundação Cultural, tivemos horários de contação de história.

Uma Cidade se torna Educadora quando assume essa intenção, consciente de que suas propostas têm consequências nas atitudes e nas convivências na comunidade, gerando novos valores, conhecimentos, habilidades, considerando todas as culturas e saberes. O conceito de Cidade Educadora integra as atividades sociais e culturais de forma a privilegiar a formação, promoção e o desenvolvimento dos cidadãos, especialmente das nossas crianças e estudantes!

Parabenizo aqui nosso prefeito Rafael Greca de Macedo e nossa Secretária Maria Sílvia Bacila por serem visionário e sempre nos proporcionarem possibilidades na "cidade que educa"; Agradeço aqui aos nossos Superintendentes Andressa Pereira e Oséias Santos de Oliveira e todas as equipes da SME pelo trabalho em rede, sempre visando o melhor para nossas crianças e estudantes; Nosso agradecimento à todas as unidades que estiveram presente em nossa comemoração, cada professora, estudantes, crianças e demais profissionais que na data de hoje se propuseram a compartilhar conhecimentos, nossa GRATIDÃO! Agradeço a incansável equipe de profissionais do NRE-PR por sempre se permitirem " fazer algo novo, diferente "; Agradeço aqui aos parceiros da FCC, da Guarda Municipal, da Secretaria Municipal de Saúde, do Administrador Da Regional Gerson Gunha por todo o apoio e parceria.

#orgulhoempertencer

#Curitibacidadeeducadora

Autor: NREPR | Fonte: DENISE LUCIENE LINPINSKI RUTKOSKI
00324160.jpg
CIDADES EDUCADORAS
1/45