Meu monstro favorito

    Publicado por:  Monica Angélica Sampaio

Durante a atividade permanente de leitura diária a professora leu um livro com o título: O Monstro debaixo da cama, de Adriano Messias, pois achou pertinente esse tema. Porém, no decorrer da história notou-se que as crianças demonstraram sentir medo, algumas pedindo até para que fosse lida outra história que não fosse de monstro. Percebendo a agitação das crianças, resolvemos parar a história e fazer uma roda de conversa, falando sobre monstros, fazendo-os entender que os monstros só existem em nossa imaginação e que cada um de nós cria seus próprios monstros. Então, voltamos a leitura da história e pedimos que cada criança fizesse o desenho do seu próprio monstro. As crianças gostaram tanto que pediram outra história sobre monstros e em outro momento lemos o livro: Tem um monstro no meu jardim, de Janaina Tokitaka.  Pensando na participação da família no processo de ensino e aprendizagem, foi lançado o desafio para que as famílias reproduzissem o monstro dos desenhos elaborados pelos seus filhos em forma de boneco. A família que aceitasse o desafio a unidade faria o xerox do desenho e enviaria com o material: feltro das cores dos desenhos e fibras pra encher o monstro. Muitas famílias aderiram a ideia, os monstros ficaram em exposição juntamente com o desenho da criança e com isso hoje eles até pedem histórias com monstros. O que no primeiro momento foi mostrar pra eles que não havia porque ter medo de monstros, se transformou numa experiência fantástica entre crianças e pais. Foi bom ver o comprometimento e a união de pais e filhos para fazer o monstro, vimos que sentiram orgulho de seu trabalho e empenho. Isso marcará a vida das crianças, pois provavelmente irão lembrar do que os pais construíram junto com elas, que se envolveram em suas atividades e ainda terão uma marca concreta da sua passagem pela educação infantil.

 

Autor: Boa Vista, CMEI | Fonte: CMEI BOA VISTA
00156763.jpg
Meu monstro favorito6
1/5