Mãos na terra, semente plantada e frutos colhidos...

    Publicado por:  Danielle Cristina Ramos

A educação ambiental deve contemplar uma abordagem curricular que

enfoque a natureza como fonte de vida e relacione o ambiente e justiça

social, associando a direitos humanos, saúde, trabalho, consumo, vinculados

a pluralidade étnica, racial, de gênero, de diversidade sexual, e a superação

do racismo, discriminação e injustiça social. (BRASIL, 2012, p. 71)

 

           No CMEI PROFESSOR RIAD SALAMUNI a Educação Ambiental é entendida como processo permanente e diário, que resultará na formação de cidadãos conscientes, aptos para decidirem e atuarem na realidade de um modo comprometido com a vida, com o bem estar de cada um e da sociedade, local e global.

            As experiências ocorrem na exploração do mundo físico, natural e sociocultural, nas interações em que bebês e crianças observam, manipulam objetos, descobrem seu entorno, levantam hipóteses, investigam e buscam respostas às curiosidades e aos questionamentos, promove situações de descobertas de causas e efeitos nas vivências que problematizam, por meio delas criam teorias, fazem ensaios e consultam fontes para buscar respostas às suas investigações.

            Ao explorar o ambiente por meio de diferentes linguagens, os bebês e as crianças demonstram suas emoções, ampliam seus saberes sobre o mundo e investigam as possibilidades de ação sobe ele.

            Esse momento de contato com a terra, junto com a presença das famílias torna-se mágico e único, oportunizando as crianças a conhecer todo o processo, desde o preparo da terra, a escolha das mudas ou sementes, envolvendo no plantar, cuidar, colher e por fim saborear.

           O CMEI PROFESSOR RIAD SALAMUNI  mesmo no sistema de ensino remoto, vem oportunizando essa experiência entre bebês, crianças e famílias.

Autor: Danielle Cristina Ramos | Fonte: CMEI PROFESSOR RIAD SALAMUNI
00294336.jpg
Proposta Pedagógica
1/18