IV Letr@s na Rede reúne boas práticas aplicadas nas bibliotecas escolares

    Publicado por:  Paulo Henrique Machado

Práticas voltadas à literatura e a formação de leitores têm sido muito exploradas pela Rede Municipal de Bibliotecas Escolares da Secretaria Municipal de Educação de Curitiba nos últimos quatro anos. Ações como a formação continuada dos agentes de leitura das bibliotecas, semanas literárias nas escolas, saraus, encontro com escritores, feiras de livros, rodas de leitura com a comunidade entre outros eventos, além da inauguração de novas 13 bibliotecas escolares serviram para incentivar crianças, jovens e adultos a gostarem de ler. Parte das atividades foi apresentada nesta sexta-feira (02/12) no Seminário Letr@s na Rede, realizado no Centro de Formação Continuada da Educação.

O evento reuniu as agentes de leitura que trabalham nas bibliotecas escolares e nos Faróis do Saber, gestores da informação, bibliotecárias e comunidade e foi organizado pela equipe da Rede Municipal de Bibliotecas Escolares de Curitiba para a troca de experiências e as práticas realizadas nos últimos anos. A escritora Fernanda Salgueiro, autora do livro infantil Fada de Botas e o Menino Adormecido, conversou com os participantes, que também tiveram um momento cultural com o artista Vinícius Mazzon.

A exposição dos trabalhos desenvolvidos pelos estudantes mostrou como personagens de contos e histórias serviram de ponto de partida para inúmeras aprendizagens nas escolas. Um exemplo foi o teatro sobre a obra da escritora Ruth Rocha, apresentado por um grupo de estudantes da Escola Municipal Moradias do Ribeirão, no bairro CIC. Orientados pela professora regente Patrícia Giovana de Moraes, os estudantes integraram os conhecimentos sobre literatura, sobre a obra da escritora ao projeto de rádio escola, desenvolvido durante o recreio. Além das inserções na Rádio Jimboê, eles receberam na escola o ilustrador Rogério Borges, que ilustra os livros da escritora. O evento também contou com a apresentação do espetáculo teatral "Os saltimbancos", encenada pelos estudantes da Escola Municipal CEI Professor José Wanderley Dias, coordenado pela agente de leitura Suzana Webber.

“A literatura nos permite outras leituras de mundo, que foi o que os estudantes foram incentivados a fazer. É o que podemos conferir neste seminário que serve para divulgar a amplitude e a qualidade das ações de inventivo à literatura promovidos na rede municipal de ensino, uma vez que bibliotecas nas escolas e faróis são espaços para promover ações culturais e pedagógicas que estimulem a curiosidade, despertem interesse pela leitura, propiciando momentos culturais especiais, vinculados com as demais áreas do conhecimento, sem perder o foco literário”, disse a secretária municipal da Educação, Roberlayne Borges Roballo.

O investimento na literatura teve resultados positivos na melhoria da aprendizagem, com aumento na proficiência dos alunos em língua portuguesa. Segundo o Índice de Desenvolvimento Básico da Educação (Ideb) mais de 60% das escolas da rede municipal de ensino aumentaram seus índices e a proficiência alcançada pelos estudantes na Prova Brasil em língua portuguesa cresceu 11,05 pontos entre 2013 e 2015 passando de 209,55 para 220,60, um crescimento de 5,3%.

O gerente da Rede Municipal de Bibliotecas Escolares, Paulo Henrique Machado, destacou a evolução das práticas e os bons resultados alcançados nas unidades a partir de formas criativas e inovadoras de incentivar a leitura. “A formação continuada das equipes, o investimentos nos acervos e mesmo abertura de novas bibliotecas deram novo significado as ações de incentivo à leitura e esse movimento teve reflexo positivo na aprendizagem dos estudantes”, disse.

A rede municipal de ensino conta 196 bibliotecas, sendo 41 nas estruturas de Faróis do Saber. Nesta gestão, foram inauguradas nove bibliotecas e outras quatro serão entregues nos próximos dias. 

Ganharam bibliotecas as escolas municipais Desembargador Marçal Justen, Pilarzinho, Nansyr Cecato Cavichiolo, Hamiltom Calderari, Vila São José, Noely Simone de Avila, Professor Brandão, Batel, Leonor Castellano. Serão inauguradas as bibliotecas das escolas Theodoro de Bona, Mirazinha Braga, Miguel Krug e Ana Hella. 

O acervo de cada unidade conta com aproximadamente 8 mil livros e toda a rede chega a um milhão de unidades. Como ambiente pedagógico, a biblioteca é um espaço que promove o contato com os saberes e proporciona projetos ativos, que integram a literatura como elemento fundamental e a articulando com diferentes linguagens artísticas.

Os profissionais da educação que atuam nas bibliotecas escolares fazem mediação com o público, indicando leituras, ampliando o acesso à diferentes modalidades literárias e promovendo estratégias que atraem e integram os sujeitos da comunidade escolar.

Autor: Bibliotecas e Faróis | Fonte: Cláudia Muniz e Cristiane Guancino
00124514.jpg
IV Letras na Rede
1/27