Escola Municipal Pilarzinho, Escola Municipal

logo escola

Inauguração Biblioteca "Poeta Emiliano Perneta"

    Publicado por:  Maria Odette Brito Ferreira

A nova unidade é a 193ª da Rede Municipal de Bibliotecas Escolares, que integra acervos e práticas para incentivar a leitura e a formação de leitores. Homenageia a memória do literato curitibano Emiliano David Perneta. Fundador e presidente do Centro de Letras do Paraná (1913-1918), integrou a Academia Paranaense de Letras e a Academia Paranaense da Poesia. Em 1911, em cerimônia no Passeio Público, foi coroado o "Príncipe dos Poetas Paranaenses".

“A relação com os livros e o conhecimento promovem a autoestima e o desenvolvimento das pessoas, razão pela qual garantiremos a todas as nossas escolas bibliotecas e recursos para melhorias de infraestrutura”, disse Fruet. “Vamos aumentar gradativamente os recursos para a área até chegarmos a 30% do orçamento municipal destinado à educação”, completou o prefeito.

Sete turmas de estudantes do Pré ao 5.º ano comemoraram a abertura da biblioteca, que permitirá novas práticas a partir da literatura. “Nossos alunos já são bons leitores e com espaço e acervo adequados terão novos estímulos”, disse a diretora da escola, Sandra Phillipps. A escola funciona em regime de dualidade administrativa com o Estado (Colégio Estadual Emiliano Perneta) e a biblioteca será também aproveitada pelos estudantes estaduais.

“Estou aprendendo a ler e vou adorar saber a história de todos esses livros”, disse a estudante Elen dos Santos de 6 anos, aluna do 1.º ano. Ela e outros quatro colegas foram os primeiros a receber de Fruet e de Roberlayne as carteirinhas que garantirão os empréstimos na nova biblioteca. Colegas das turmas maiores organizaram uma apresentação de hip-hop.

Mais do que garantir aos estudantes acesso à informação, com livros de diferentes áreas do conhecimento, além de literatura, poesias, periódicos e títulos para pesquisas, as bibliotecas são espaços de convivência usados também para práticas de cultura e lazer, com oferta de oficinas e contação de histórias. “Nós entendemos que a biblioteca é um polo de difusão cultural. Por isso, tentamos embarcar todas as linguagens, como música, exposição e outras ações”, diz o gerente de bibliotecas e faróis, Marlon Terres.

A biblioteca possui 4500 livros, dos quais 1800 são de literatura infantojuvenil. Também compõem o acervo gibis, DVDs, revistas, obras de referência, entre outros materiais. 

De acordo com os gestores da informação do NRE Boa Vista, Andréia Luciana Batista e Paulo Henrique Machado, as bibliotecas escolares devem ser verdadeiros jardins floridos, lugares iluminados, alegres, abertos, onde dá vontade de estar e ficar, de se "jogar para ler". Para eles, a tarefa dos infoeducadores (agentes de leitura, bibliotecários, gestores da informação) é a de "plantadores de sementes do gosto pela leitura"! Contudo, atentam para o fato de que é preciso acreditar e "plantar" com a certeza de que, mesmo em longo prazo, as "sementes" germinarão!

Autor: Pilarzinho, EM | Fonte: SME e NRE-BV