História de superação de Amarilda é escrita no Farol do Saber do Pilarzinho

    Publicado por:  Cristiane Aparecida Luquetta

A casa da curitibana Amarilda Aparecida da Luz Pereira é uma das 27 milhões de residências brasileiras sem conexão à internet. Mas isso não a impediu de, após superar uma depressão, dar uma guinada na vida, iniciar carreira no marketing digital e escrever um e-book. O motivo: o Farol do Saber das Cidades, que fica ao lado da Ópera de Arame, no Pilarzinho, bairro onde ela nasceu.

“O Farol me salvou, virou minha luz no meio de um turbilhão na vida pessoal e profisisonal”, conta, animada. Quem conhece Amarilda hoje, aos 48 anos, não imagina o que essa curitibana da gema já superou.

Formada em Ciências Contábeis, foi estagiária da Copel, trabalhou como bancária e foi dona de dois escritórios de contabilidade. Também trabalhou em padaria, call centers, foi professora e vendeu cosméticos. Católica fervorosa, paralelamente ao trabalho iniciou faculdade de Teologia, deu aulas de catequese, fez trabalhos voluntários e até já pensou em ser freira, logo depois da morte da mãe.

Mas as maiores batalhas da vida dela foram travadas contra a obesidade e a depressão. A primeira, em 2010, quando estava com mais de 80 quilos. A segunda, há três anos, quando a depressão roubou de Amarilda o gosto e o sentido da vida.

“Minha cura sempre esteve aqui em Curitiba mesmo, nas ruas da minha cidade. Da primeira vez, venci a obesidade no Parque Tingui, correndo. Meu colesterol estava nas alturas, minha saúde ficou muito precária. Conheci uma amiga que corria e ela me incentivou. Da caminhada para a corrida foi um salto”, lembra. Na Unidade de Saúde Vista Alegre teve acompanhamento e estímulo para se cuidar e eliminar o peso extra.

A segunda batalha, porém, foi mais difícil. "E a minha recuperação acontece aqui mesmo, no Farol do Saber”, conta a nova empreendedora. Como a depressão deixou um rastro de problemas financeiros, que ela está equacionando, não sobra dinheiro para ter internet em casa. Além disso, ela perdeu o notebook.

“Estou migrando para o marketing digital e escrevendo um e-book contando minha história, para que as pessoas vejam que podem superar os obstáculos. Ali conto como emagreci sem precisar fazer bariátrica, como encontrar motivação”, relata. “É aqui que faço pesquisas, que consigo avançar. E tudo isso a cidade oferece de graça. É uma ideia visionária, todos devem aproveitar os faróis, é um mundo todo que se descortina debaixo dos olhos da gente”.

Autor: Prefeitura Municipal de Curitiba | Fonte: Prefeitura Municipal de Curitiba