Fórum de Prefeitos: gestores de todo Paraná debatem integração e ações das cidades educadoras

    Publicado por:  Maria Duarte

Compartilhamento de experiências e diálogo sobre as possibilidades das cidades educadoras foram os destaques do Fórum de Prefeitos – Integração entre Cidades, realizado nesta terça-feira (30/5), no Salão de Atos do Parque Barigui. O evento, organizado pelas secretarias municipais da Educação e da Região Metropolitana, é preparatório para o Congresso Internacional das Cidades Educadoras de 2024. Em maio próximo, a capital do Paraná será a anfitriã do Congresso, com representantes de diversos países.

“Temos uma missão muito grande, vamos representar o mundo no ano que vem, todo o foco estará voltado para Curitiba e temos nossas boas práticas para apresentar”, disse o vice-prefeito de Curitiba e secretário estadual das Cidades, Eduardo Pimentel, na presença de gestores de municípios do Paraná e de outros estados.

Cidade educadora é aquela que oferece a todos os seus habitantes oportunidades e práticas de cidadania como pertencimento, respeito, tolerância e a participação nas decisões coletivas. Em Curitiba, programas como o Fala Curitiba, que estimula a participação cidadã, e o Linhas do Conhecimento, que transforma os espaços públicos em sala de aula, são exemplos dessa cultura.

Atualmente, são 500 cidades educadoras de 35 países distribuídas por todos os continentes. A coordenação é da Associação Internacional das Cidades Educadoras (AICE), fundada em 1994. A AICE, com sede em Barcelona (Espanha), é uma associação sem fins lucrativos constituída como estrutura permanente de colaboração entre governos locais que se comprometem a reger-se pelos princípios inscritos na Carta das Cidades Educadoras. Qualquer governo local pode converter-se em membro da associação.

A secretária municipal da Educação e gestora da Rede Brasileira das Cidades Educadoras (Rebrace), Maria Sílvia Bacila, fez uma explanação sobre a atuação da rede, que tinha 19 integrantes há dois anos e agora soma 31. “Trabalhamos pelo fortalecimento e crescimento deste grupo. Uma cidade educadora nunca está pronta, temos que evoluir sempre, educar em diferentes territórios, comentou Maria Sílvia. A capital do Paraná coordena a Rebrace desde 2021, articulando novas adesões e políticas públicas.

Durante o fórum também foram apresentados os estudantes que são os Embaixadores do Futuro na Cidade Educadora, iniciativa desenvolvida pela Secretaria Municipal da Educação e pela Assessoria de Relações Internacionais da Prefeitura (Arin). A programação também contou com visitas técnicas, lançamento do site oficial do Congresso e do jogo didático “Brincando com Curitiba e Região Metropolitana: elementos que nos conectam”, elaborado pelas equipes da Educação.

Os debates também contaram com a participação da secretária geral da Associação Internacional das Cidades Educadoras, Barcelona (Espanha), Marina Canals Ramoneda.

“Vivemos mudanças demográficas, desigualdades, situações de vulnerabilidade, e a educação tem um papel chave na garantia dos direitos de todos”, analisou Marina.

O prefeito de Balsa Nova, Marcos Zanetti, destacou a importância do encontro. “Trabalhamos melhor quando trabalhamos em conjunto por uma integração”, afirmou Zanetti.

Preparativos

A capital do Estado tem um comitê intersetorial da Prefeitura encarregado dos preparativos para o evento. Participam representantes das Secretarias Municipais da Educação, Fundação Cultural de Curitiba, Saúde, Defesa Social e Trânsito, Instituto Municipal de Administração Pública (Imap), Esporte, Lazer e Juventude, Assessoria de Relações Internacionais da Prefeitura (Arin), Meio Ambiente e Turismo.

“Este comitê sustenta o movimento das cidades educadoras, faz o movimento ter permeabilidade por todas as áreas da administração”, esclareceu o gestor executivo das Cidades Educadoras em Curitiba, Nelson Alves Bucker Junior.

Presenças

Participaram o assessor-chefe de Relações Internacionais da Prefeitura, Rodolpho Zannin Feijó; o secretário municipal Leverci Silveira Filho (Desenvolvimento da Região Metropolitana); os superintendentes da Educação, Andressa Pereira (Gestão Educacional) e Oséias Santos de Oliveira (Executivo); chefes dos dez Núcleos Regionais da Educação; representantes da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec); do Programa de Desenvolvimento Produtivo Integrado da Região Metropolitana de Curitiba (Pró-Metrópole); o prefeito de Concórdia (Santa Catarina), Rogério Pacheco; a secretária da Educação do município, Gladis dos Santos; e os vereadores Amália Tortato, Mauro Bobato e Pier Petruzziello.

Autor: SME | Fonte: SME
00417836.jpg
Fórum de prefeitos sobre cidades educadoras. Curitiba, 30/05/2023. Foto: Luiz Costa/SME
1/1