Farol do Saber Emílio de Menezes é revitalizado e agrada visitantes

    Publicado por:  Paulo Henrique Machado

O Farol do Saber Emílio de Menezes, no Bigorrilho, foi revitalizado pela Secretaria Municipal da Educação para melhorar o atendimento ao público. Por meio do projeto da Rede Municipal de Bibliotecas Escolares de Curitiba (RMBE) foram investidos R$ 105 mil na troca de piso, vidros, portas, iluminação, instalação de ar condicionado, eletrodutos, interruptores e pintura interna e externa. A cerimônia que marcou a entrega das obras aconteceu nesta sexta-feira (11/12) com a participação de moradores do bairro.

Localizado próximo ao Parque Barigui, o farol é um dos mais conhecidos da cidade e bastante frequentado não apenas por leitores, mas por turistas que procuram a torre para admirar a paisagem da cidade. A unidade foi o décimo Farol do Saber revitalizado nos últimos dois anos a partir de uma ação colocada em prática para ressignificar as bibliotecas públicas nos bairros e transformá-las em centros de cultura e conhecimento.

“Este espaço é fundamental para a inclusão de pessoas, para a disseminação de conhecimentos e trocas culturais”, disse a secretária municipal da Educação, Roberlayne Borges Roballo.

Inaugurado em fevereiro de 1995, o farol é um ponto de referência e de disseminação da cultura no bairro. O acervo tem 7 mil livros, incluindo obras do poeta patrono do espaço e área para inclusão digital, com computadores com acesso à Internet. Os frequentadores do farol também podem aproveitar os projetos desenvolvidos pelas agentes de leitura, entre eles a contação de histórias para a divulgação de obras literárias, palestras e eventos culturais.

Outros projetos acontecem simultaneamente como "O romance na literatura", "Emílio de Menezes na cultura curitibana", inclusão digital, feira da troca de livros e gibis, "Casos e causos" e "Hábitos e atitudes saudáveis".

A equipe de agentes de leitura atende aos usuários auxiliando-os no empréstimo de livros, auxílio às pesquisas e realização de projetos culturais. As mudanças agradaram aos frequentadores que diariamente passam pelo Farol. Entre os mais satisfeitos está Marli Cantarelli, que há mais de 20 anos não passa um dia sem que passe pelo farol. “Sempre foi um espaço especial e valorizado no bairro, mas reformado ficou ainda melhor”, disse Marli.

Além de ser boa leitora e fazer empréstimos de livros semanais, Marli conta que foi no farol que aprendeu a usar o computador e mais recentemente as rede sociais. Vendedora de cosméticos por catálogo, foi ao Farol do Saber que ela recorreu quando o sistema de pedidos da empresa passou a ser feito eletronicamente. “Corri desesperada para o farol e as meninas gentilmente foram aos poucos me orientando até que eu dominasse a informática. É muito mais que uma biblioteca, é um espaço de engrandecimento das pessoas”, disse Marli.

Para as agentes de leitura que trabalham no Farol, a revitalização serviu como um estímulo para o desenvolvimento de novos projetos para a comunidade. “Ficou mais atrativo e aconchegante e isso nos inspira. Recebemos muitos turistas e nosso público de leitores que vem em busca de livros de romance. Ficou ainda melhor trabalhar aqui”, disse a agente de leitura Jisseli Baggio.

O vereador Felipe Braga Côrtes, a administradora regional de Santa Felicidade, Maria José Serenato, e o presidente da Associação de Moradores do Bigorrilho, Jorge Batistela, também prestigiaram a cerimônia de entrega da revitalização.

Autor: Cláudia Muniz | Fonte: Portal Cidade do Conhecimento