Estudantes apontam prioridades das escolas municipais no Fala Curitibinha

    Publicado por:  Maria Duarte

Estimular a participação cidadã de crianças e estudantes no dia a dia da escola. Esse é o objetivo do Fala Curitibinha, iniciativa inspirada no Fala Curitiba que busca dar espaço para que a rede municipal de ensino se manifeste com opiniões e propostas.

Desenvolvido em parceria entre a Secretaria Municipal da Educação e o Instituto Municipal de Administração Pública (Imap), a ação já começou em dez escolas, uma de cada regional.

Participam estudantes de 4º e 5º ano do Ensino Fundamental. A iniciativa é desenvolvida por meio do programa Linhas do Conhecimento.

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, explica que já foi feita a capacitação dos professores envolvidos, no IMAP, e agora a ação está na fase de aplicação nas unidades.

“O Fala Curitibinha é uma ação que atende aos princípios de uma cidade educadora. Ao criar esta oportunidade, os estudantes aprendem que podem e devem participar de decisões que têm impacto na cidade onde eles vivem. Esse comprometimento os ajuda a amar e a cuidar de Curitiba, e esse sentimento de pertença é justamente um dos pilares do Linhas do Conhecimento”, comentou Maria Sílvia.

“A ideia é ensinar como funciona o processo de priorização do orçamento da cidade e ao mesmo tempo, ao aplicar o método, ouvir dos estudantes o que é prioridade nas escolas”, ressaltou Simone Iubel, coordenadora do Imap.

“Os estudantes ouvem a escola e definem três prioridades. Depois há uma votação para definir qual ação será implementada”, explicou a gerente do Linhas, Scheilla Maria Orlosqui.

A escola CEI Bela Vista do Paraíso (Santa Cândida) fez pesquisa de campos esta semana.

“Gostei muito de participar, nossas prioridades são uso consciente da água, redução do lixo gerado e combate ao desperdício de alimentos”, contou Jhovanna Sofia de Oliveira Strada, do 5º ano da unidade CEI Bela Vista.

“Aprendi que sempre podemos melhorar algo na nossa escola”, completou Yasmin de Lima Rodrigues Pereira, também do 5º ano.

Nos próximos dias a escola vai votar uma das prioridades para ser colocada em prática.  “Desde a busca dos temas até pensar na viabilidade de concretização da proposta, tudo isso envolveu muito as crianças de maneira democrática”, comentou a pedagoga e professora Andréia Corrêa de Azevedo.

No dia 29, durante o III Seminário do programa Linhas do Conhecimento, será feita a apresentação das propostas das escolas.

No próximo ano, as atividades serão intensificadas nas unidades.

Fala Curitiba

O Fala Curitiba abre espaço para que a população debata e defina as prioridades de cada regional, que são posteriormente indicadas na Lei Orçamentária Anual, a LOA.

Além de elencar as prioridades, os encontros presenciais permitem que a administração pública esclareça os cidadãos sobre serviços e processos da Prefeitura. Solicitações são encaminhadas e até mesmo resolvidas durante as reuniões, que contam com a presença de gestores e técnicos das secretarias.

Autor: SME | Fonte: SME