Escolas da rede municipal de ensino de Curitiba recebem novos professores

    Publicado por:  Maria Duarte

Cerca de 90 profissionais do magistério (Docência I), aprovados no concurso público de 2022, assinam o termo de posse nesta quinta (3/8) e sexta-feira (4/8). Eles começam a trabalhar em escolas municipais a partir desta sexta-feira. Este é o primeiro grupo de professores desse concurso a tomar posse.

Os primeiros convocados foram recebidos no auditório do Edifício Delta, no Alto da Glória, pela equipe da Secretaria de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia da Informação (Smap) e puderam escolher entre as vagas disponíveis em 113 unidades educacionais definidas pela Secretaria da Educação, nos períodos da manhã ou da tarde.

Nesta quinta-feira (3/8), 46 profissionais convocados estiveram na reunião, entregaram os documentos previstos no edital, escolheram o local de trabalho, etapa que leva em conta a ordem de classificação do candidato e o respeito às cotas definidas em lei para pessoas com deficiência (5%) e pretos, pardos e indígenas (10%). Também agendaram o atendimento para o mapeamento de perfil comportamental, projeto-piloto da Smap

A coordenadora da Unidade de Concursos da Smap, Silvana de Oliveira Vieira da Cruz, e a servidora Neoli Ribeiro dos Santos, do Núcleo de Gestão de Pessoal da Educação, deram as boas-vindas em nome da Prefeitura de Curitiba. "Vocês são muito esperados. A gente sabe a necessidade das nossas crianças lá na ponta", disse Neoli ao grupo.

Os candidatos que não compareceram nesta quinta-feira terão cinco dias úteis para tomar posse.

Expectativa

Ranna Emanuelle Almeida, de 30 anos, está otimista com a possibilidade de colocar em prática o que tem estudado. Ela é mestranda e seu objetivo é dar aulas ao longo da vida. "Quem sabe um dia, na universidade. Vejo como positiva a possibilidade de desde já estar numa carreira estável", diz a profissional, que já trabalhou no Estado como pedagoga contratada pelo PSS, o processo seletivo simplificado.

Também fez PSS, mas na Prefeitura de Curitiba, a professora Sabrine Costa, de 30 anos. Por seis meses, ela trabalhou como professora de Educação Física na rede municipal. Filha e irmã de professoras municipais de Curitiba, ela conta que a experiência foi valiosa.

"Isso só me fez confirmar que o que eu quero é ser professora. Estou ansiosa e animada pelo que vai começar agora", comemora. Sabrine aguarda as convocações do concurso para professor de Educação Física, já que ela também participou e foi classificada.

Servidora em um padrão na Prefeitura de Curitiba há 16 anos, Fabrícia Gomes Bordignon, de 39, comemora o tempo de trabalho na Prefeitura de Curitiba e o início da nova fase. "É uma satisfação ser servidora da rede municipal, pela estrutura que temos por tudo o que é oferecido. Me sinto confortável e acolhida aqui", declarou.

Aposentada pelo Estado do Paraná, a professora Tânia Lopes, de 60 anos, vai encarar o desafio de trabalhar com crianças menores. Nos 20 anos de experiência na rede estadual, ela lecionou para estudantes do fundamental, ensino médio e EJA (educação de jovens e adultos). "Adoro a sala de aula. Gosto da troca, de aprender com meus alunos", resume.

Na avaliação do professor Eduardo Portela Laureano, de 37 anos, 15 de experiência profissional, os desafios da profissão são muitos. Um deles está relacionado à participação dos pais na vida escolar. " Quando comecei a dar aulas, eu notava que os pais se envolviam mais com as questões da educação dos filhos. Na minha opinião, a escola deve auxiliar os pais na educação, não o contrário", observa.

Eduardo vai continuar trabalhando na rede municipal de Pinhais, onde já tem um padrão e cumpre jornada de 20 horas.

Após as reuniões desta quinta e sexta-feira, a próxima convocação para nomeação e posse de professores (Docência I) será na semana que vem.

Autor: SME | Fonte: SME
00429950.jpg
Posse dos primeiros professores aprovados no concurso de 2022. Curitiba, 03/08/2023 Foto: Levy Ferreira/SMCS
1/1