Educação inicia curso sobre Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros no Ambiente Escolar

    Publicado por:  Claudia Pereira Muniz

A Secretaria Municipal da Educação realizou, nesta terça-feira (03/9), no Salão de Atos, do Parque Barigui, a abertura do curso de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros no Ambiente Escolar. A formação atenderá cerca de 2,4 profissionais da educação de 3 a 12 de setembro.

A iniciativa consiste em um trabalho interinstitucional envolvendo as Secretarias Municipais da Educação (SME) e da Defesa Civil de Curitiba. O objetivo é desenvolver estratégias de prevenção e redução de acidentes, além de procedimentos para realização de atendimentos de primeiros socorros.

Segundo o superintendente Executivo, Oséias Santos de Oliveira, “a ação formativa atende as exigências das Leis nº 14.579 de 22 de dezembro de 2014, nº 15.346 de 23 de novembro de 2018 e a Lei Federal 13.722”. A iniciativa prevê a implantação de orientações de primeiros socorros na rede municipal de ensino.

Ainda segundo Oséias, as aulas vão garantir que os profissionais estejam preparados para acidentes que possam acontecer.

“A formação é importante porque não sabemos quando pode acontecer algum acidente, e os profissionais com o treinamento poderão agir de forma eficaz se tais situações acontecerem”, disse ele.

O programa visa proporcionar um ambiente de maior segurança para todos que estão nas unidades escolares, em especial aos estudantes, com intervenção correta nos casos de acidentes até a chegada do atendimento especializado. Uma das demandas da ação formativa é também ofertar material de apoio às unidades da rede municipal, com a proposta de subsidiar o trabalho das equipes e fortalecer as ações de prevenção de acidentes no contexto escolar.

No total, são 8 horas de formação para cada profissional, contando com práticas presenciais e também atividades organizadas na Sala de Aula Google, ambiente virtual que vai auxiliar o processo de formação.

Referência

O guarda municipal e instrutor do curso, Rodrigo Alípio, explica que a formação assegura que os professores estejam preparados para serem contatos prioritários das equipes médicas e socorristas durante um atendimento de emergência e quando envolve acidente com vítima.

“Eles são o primeiro contato de um médico no atendimento da ocorrência porque estão orientadas para cuidar de si, atender a vítima e prestar todas as informações necessárias para otimizar o atendimento”, disse Rodrigo.

Para as abordagens, os professores são orientados a cuidar da própria segurança durante um atendimento de emergência, a providenciar a segurança do local e a da vítima até a chegada dos médicos e socorristas, além de realizar um exame do quadro da vítima para relatar a eles.

Atendimento às Leis

A rede municipal de educação curitibana já está preparada para atender às leis que tornam obrigatória a capacitação, em primeiros socorros, de professores e funcionários de unidades de ensino

A diretora do Departamento de Logística, Maria Cristina Brandalize, explica que em Curitiba isso já é feito e que os curitibinhas contam com profissionais preparados para agir em emergências.

“Pelo projeto Conhecer Para Prevenir, educadores, funcionários e os próprios estudantes recebem formação quanto ao comportamento e às medidas a serem adotadas diante de adversidades, acidentes e desastres, procurando preservar as vidas e minimizar eventuais danos ao meio ambiente e ao patrimônio”, explica Brandalize, mostrando que na rede a formação é mais ampla, vai além das noções básicas em primeiros socorros previstas por lei

 

Autor: SME | Fonte: SME