Desenhar realmente é importante?

    Publicado por:  Aline Eluize Cardoso

O desenho é um pilar do trabalho com a infância. Desenhando a criança mobiliza tantos processos cognitivos e motores que a atividade, lúdica e prazerosa favorece em seu desenvolvimento. A linguagem do desenho no grafismo infantil é um sistema de representação complexo, no qual se desenvolve a percepção de mundo, a fantasia, a criatividade, as formas de expressão, a imaginação e se registram as experiências e as emoções. Ou seja, a continuidade e a disponibilidade de diferentes riscantes e materiais fornece para nossas crianças a evolução em suas marcas.

Então é nossa missão valorizar a experiência de desenhar com o corpo todo, em grandes suportes, como folhas de papel de rolo ou emendadas. No chão ou pendurados na parede a turma do Maternal II B das professoras Josieli Farias Barbosa, Paula Fernanda Fagundes de Lima e Ledilene Fermino Alves dos Santos, os suportes para os desenhos são infinitos. Ir além do papel A4, enfim, promover variantes técnicas e possibilidades com o propósito de enriquecer e respeitar os desejos das crianças e permitir suas interações com o seu próprio corpo e deixar a imaginação fluir.

 Grandes teóricos que realizaram estudos sobre  o desenvolvimento infantil como Lowenfeld, Piaget, Vygotsky e Luquet estudaram esse desenvolvimento e o consideraram como marcas do amadurecimento da criança. O site tempo de creche destaca que segundo Lowenfeld, a criança inicia o processo de desenhar fazendo garatujas ou rabiscos de forma desordenada. Em seguida, os rabiscos vão se ordenando. A prática desse rabiscar encaminha a criança para fazer formas. As formas vão gerando as figuras humanas que são constituídas basicamente por cabeças redondas e membros que se originam dela. Essas figuras, ao longo das repetições, vão adquirindo mais detalhes e o desenho passa a evoluir na composição também.

 

Cada criança tem seu tempo, cabe a nós incentiva-los e oferecer elementos para que o desenvolvimento aconteça.

                                                                                                                                                           Maternal II B

 

Autor: Ciro Frare, CMEI | Fonte: Maternal II B - Josieli, Paula e Ledilene
00210975.jpg
Noticias
1/8