Crianças ensinam: beleza e leveza no novo aprender e conviver

    Publicado por:  Cristiane Fonseca

“Pular corda”

(Roseana Murray)

“Se pudesse o menino pularia

 corda

com a linha do horizonte,

se deitaria sobre a curvatura

 da Terra

para sempre e

saudar   o sol,

encheria os bolsos

de terra e girassóis

Mas chove uma chuva fina

e o menino

 vai até a cozinha fritar ideias”

                                                              

As crianças podem renovar o mundo e o nosso olhar sobre ele. Celebrar a vida é fundamental em período de pandemia e os pequenos nos mostram beleza e leveza neste momento de transformações do aprender e do conviver. A pequena Anna Valentina A. Prado, da turma do Pré 1, aproveita as propostas das aulas online e inspira sua família e professores.

As aventuras e descobertas da pequena alegram sua família que se reorganizou para atender o aprendizado dos seus três filhos: “Agora que estou conseguindo me organizar esta sendo muito bom. Sou mãe de três, o mais velho estuda na Guarda Mirim e participa das aulas da TV no período da manhã. O Kaique já foi aluno do CMEI, hoje ele estuda no EM Tanira Regina Schmidt, então começamos a pegar atividades para ele fazer em casa” conta Simone Alves da Cruz Prado, mãe dos curitibinhas.

“Agora com nossa pequena Anna Valentina está ajudando muito, estamos colocando um determinado horário para ela fazer as atividades que busquei no CMEI e outro horário para ela assistir as aulas no youtube”, relata a mãe que conta a pequena está aproveitando as diferentes propostas: “Ela assiste na parte da tarde e presta bastante atenção desde o início até o fim. Mas o que ela gosta mais e quando tem dança e música, ela se levanta da cadeira canta e dança”.

A pequena quando está assistindo as aulas imagina que sua professora pode estar lhe vendo. “Ela vê a câmera do computador e ?acha’ que a tia esta vendo ela. Detalhe, a tia Sandra que ela gosta muito”, conta a mãe.

Nossa pequena nos leva a pensar juntos em toda a beleza que pode existir nesta convivência tão diferenciada, mas carregada de carinho e muitas saudades. 

Autor: Cristiane Fonseca | Fonte: Krasinski, CMEI
00273589.jpg
Realizando a atividade do CMEI
1/3