CRIANÇAS E FLORES: AS DIMENSÕES MAIS BELAS DA VIDA!

    Publicado por:  Caroline Kupczki Krezko


É O FENÔMENO DA NATUREZA SEGUINDO O SEU CURSO...


A Estação marcada, como disse o Bruno, por muitas cores, vai se mostrando pelo evento natural e pelas crianças, que naturalmente, no seu fazer vão desvelando o ambiente trazendo o encanto e beleza em tudo que tocam e transformam. 
O CMEI Dr. Eraldo Kuster aos pouquinhos vai sendo modificado pelas nossas crianças, que mediadas pelas professoras e equipe do CMEI, conhecedoras do jeito de ser das crianças vão criando situações favoráveis para as crianças construírem suas vivências e experiências, dando vida e alegria, ao ambiente, com aprendizagens significativas; no jeito de ser e viver vão marcando com a cultura da infância o lugar que é delas e que sempre vão protagonizar. 
As crianças plantaram flores, buscadas do Horto e com desenhos, pinturas entre outras formas de registro, expressaram o que viram, sentiram no saber sobre o significa da primavera e de viver numa Cidade Educadora, em que se aprende e se ensina em todos os contextos.
Os momentos vistos e vividos, provocaram aqueles sentimentos que tão bem faz ao coração; pela beleza das flores, as expressões nos registros, nas falas, no comportamento, a ternura das criança, foram desvelando aquele cotidiano, que tanto sentíamos saudades. 
Não posso deixar de citar as amadas profissionais da Delta Limp, que preparam o solo para o plantio das flores. Elas sempre estão presentes nas ações do CMEI, com aquele zelo e cuidado, de quem ama o que faz e ama nossas crianças. 
As professoras mediaram as crianças no plantio das flores nos espaços externos e também elas confeccionaram as Kokedamas e plantaram flores, dependurando nas paredes da entrada do CMEI, nos muros dos solários, dando um toque, ainda mais singelo ao ambiente. 
Nas ações educadoras, até uma árvore, arrancada do quintal da prof. Carolina foi parar no quintal do CMEI. A Professora, carregou pelas ruas do bairro, a árvore para depois plantar com as crianças. São as ações e o exemplo educando...
Assim, sempre respeitando os Protocolos de cuidados, mas também respeitando os Direitos das crianças de interação, da brincadeira, da ética, da estética, de viver, sentir, compartilhar as crianças seguem protagonizando nas suas vivencias e experiências e nós adultos e adultas seguimos, sendo mais educados/as do que educando. 
Aprendemos demais com essa crianças pra lá de educadoras... 
Afinal de contas elas moram numa Cidade Educadora...

 

 

Autor: Ivete Bussolo | Fonte: Ivete Bussolo
00311675.jpg
Crianças/ Flores
1/30