Escola Municipal Caramuru, Escola Municipal

logo escola

Combate ao Aedes aegypti faz parte das atividades escolares

    Publicado por:  Paula de Camargo Demario

      Você já ouviu falar que o Aedes aegypti é um mosquito com hábitos oportunistas. Sabe qual a razão? Ele é um mosquito doméstico, que vive dentro ou ao redor de domicílios ou de outros locais.Tem hábitos preferencialmente diurnos e alimenta-se de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. Mas sabia que ele também pode picar à noite? Sim. Ele não deixa a oportunidade passar. 

      Segundo o Jornal da G1 de São Paulo, o número de casos da dengue disparou nas primeiras cinco semanas de 2016 e atingiu a marca de 170 mil casos até 6 de fevereiro. Em comparação com o mesmo período de 2015 -- ano que foi recorde de incidência ao se encerrar -- o número representa um aumento de 46%.  Os números constam do último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde. Levado em conta o período coberto pelo documento, o país superou a marca de 200 casos registrados por hora, por esse motivo devemos estar  alertar com a nossa saúde e verificar como estamos lidando com esse problema.

      Com a preocupação de orientar a comunidade dos perigos do mosquito Aedes Aegypti, a Prefeitura Municipal de Curitiba em parceria com o Exercito se uniram para tentar combater esse mal, desde o início do ano letivo com palestras, orientações, pesquisa de campo, verificação dos arredores e limpeza da escola. E para dar continuidade a esse trabalho a Secretaria de Educação lança uma nova tarefa, que é dever de todos nós.

      E no  Dia Mundial da Saúde, comemorado na quarta-feira (7/04), teve um novo marco, o início da ação “Tarefa de Casa”, promovida pela Secretaria Municipal da Educação para reforçar as medidas de combate ao Aedes aegypti entre os 147 mil estudantes e crianças atendidas na rede municipal de ensino de Curitiba e suas famílias. A ação “Tarefa de Casa” propõe uma série de atividades para reforçar o que crianças e estudantes já aprenderam sobre como prevenir doenças a partir da eliminação de focos do mosquito transmissor do zika vírus, dengue e febre chikungunya. (Claudia Muniz/ Cidade do Conhecimento)
Autor: Caramuru, EM | Fonte: Epa
00106157.jpg
Para controlar é preciso conhecer
1/9