CMEI Vila Osternack participa de encontro com vários países

    Publicado por:  Dayanne Fabrili Gomes de O. Adams Evangelista

Nos dias 25 e 26 de setembro Curitiba foi palco do Let's Go Festival - Inovação Educacional, onde vários países estiveram presentes com suas inovações tecnológicas e aprendizagens criativas, entre eles, professores da Universidade de Harvard, Estados Unidos, Israel, Colombia e outros. No dia 26 de setembro também, abriu-se a CBAC - Conferência Brasileira de Aprendizagem Criativa, cujo objetivo era trazer gente de todo o território nacional para divulgar práticas de aprendizagens criativas, disruptivas, cultura maker, estando presentes Lego Preschool, MTI - Lifelong kindergarten entre outros representantes do uso das metodologias ativas.

O CMEI Vila Osternack inscreveu sua prática realizada com as crianças: "Poty Lazzarotto e o Tropeirismo no Paraná". Dotado de cultura maker, onde a criança aprende fazendo, colocando a mão na massa, construindo a aprendizagem de forma criativa em conjunto com elas, o CMEI teve seu projeto classificado pelos organizadores, podendo participar da Mostra Criativa que ocorreu no dia 27 e divulgar o seu trabalho.

Com a Mostra Criativa: "Tropeirismo Cultural, de onde vêm, o que você traz?" o CMEI possibilitou que os participantes de todo Brasil conhecessem o artista paranaense Poty Lazzarotto, bem como suas obras, valorizando nossa cultura local.

Em analogia aos tropeiros que traziam o que era necessário em suas mulas e cavalos para os habitantes que ocupavam o planalto, a proposta foi de realizar um tropeirismo cultural. Diante disto, as pessoas podiam pintar em seus azulejos com uso de materiais alternativos (plaquinhas de isopor, mdf, plástico, papelão, azulejo, entre outros) a sua relação cultural e afetiva com a cidade em que moram. O resultado foi uma série de azulejos que representaram a relação afetiva de pessoas de todos os lugares do Brasil: Bahia, Ceará, Maringá, Londrina, São Paulo, Rio de Janeiro, entre outros.

Desta forma o objetivo de Tropeirismo Cultural foi alcançado, numa troca de conhecimento e cultura com todos os participantes. Mais de 70 pessoas participaram da mostra, trazendo um pouco de cultura e levando um pouco da nossa, em potinho, em forma de memória doce de Doce de Abóbora Paranaense. Também seus azulejos serão publicados em painel único na página de nossa Unidade, onde pessoas do Brasil todo terão acesso ao nosso link para contemplar o lindo painel tropeiro cultural à la Poty.

Autor: Vila Osternack, CMEI | Fonte: Dayanne Fabrilli Adams Evangelista