Bullying Não

    Publicado por:  Ana Rigo Novatzki

Será que alguém consegue explicar para Zuzu por que seu amigo Nico é
diferente dos outros? Afinal quem foi que fez ele assim? O que aparece na
capa do livro? Qual é o assunto da história? Quem tem sugestões?
Esses questionamentos foram feitos aos estudantes do Ciclo I e II antes
da leitura da história. Alguns falaram que a história seria sobre amizade,
natureza, pensamentos, sonhos ou bullying.
Durante a leitura e mostra das imagens, teve várias pausas para
reflexões e diálogo aberto. Percebeu-se que alguns alunos estavam
pensativos, outros falavam que já tinham sofrido bullying da mesma forma que
Nico e Zuzu. Outros, que conheciam amigos que estavam passando por essa
desagradável experiência. Alguns relataram que também na sala de aula
acontece, no parquinho do condomínio, em casa com os irmãos e até na igreja
da qual frequentam.
Então a professora ressaltou que o bullying não acontece só na escola,
mas também em qualquer outro espaço onde tenha convivência social.
Os estudantes foram orientados a procurar um adulto de confiança para
relatar, caso algo parecido acontecer. Mas também avisar caso tenha algum
colega que esteja passando por isso e por causa das ameaças do agressor,
esse não tem coragem de comunicar um adulto.
Durante este bate-papo a professora aproveitou para fazer uma comparação
entre o coração de uma pessoa ferida por causa do bullying e uma maçã.
Mostrou uma maçã e pediu para os estudantes se a maçã estava boa.
Disseram que sim. Então a professora a cortou ao meio, e lá estava surpresa:
toda machucada por dentro.
Os estudantes ficaram surpresos. Geralmente o bullying não deixa
marcas na pele, mas o coração fica ferido, dolorido, magoado, triste,
decepcionado.
Este momento foi bem enriquecedor, percebe-se que os estudantes
sabem diferenciar muito bem o que faz bem e o que não faz bem. O que pode
e o que não pode fazer nos relacionamentos como um todo. Porém, ainda me
pergunto, porque isso continua acontecendo principalmente na escola? O que
ainda falta ser abordado para que seja erradicado?
Prof. Sandra Longo

Autor: Professora Sandra Longo | Fonte: Escola Municipal Professor Erasmo Pilotto
00440243.jpg
Bullying Não
1/6