"Brincar de Comidinha" - Ritual Sagrado na Infância

    Publicado por:  Caroline Araujo Cavalcante dos Santos

“BRINCADEIRA SE PÕE A MESA, SIM!” 

Sabemos da importância da Natureza para o desenvolvimento infantil. Neste momento, em que crianças e adultos estão vivendo restrições para a circulação em espaços públicos, esse contato tornou-se ainda mais urgente, uma vez que inúmeras famílias nos relatam sobre a falta de estar ao ar livre e em contato com as plantas e animais do entorno.
Somado a isso, observamos que os protocolos de retorno estão orientando para o estar ao ar livre em todas as situações, mas com enfoque sanitário. Pensando nisso, as professoras do Maternal II considerando os aspectos pedagógicos, psicológicos e da saúde em geral relacionados à convivência com a natureza, planejaram um momento rico em relações, experimentações, transformações e de muito aprendizado: “Brincar de Fazer comidinha. (Com elementos da Natureza).

Em um espaço natural organizado e disponível a exploração, as crianças tiveram à disposição um repertório infinito de ingredientes. Diferentes tipos de folhas, sementes, gravetos, terra, água pedrinhas. 
O menu de uma boa brincadeira de comidinha costuma ser bastante variado: ensopados, bolos, massas e o que mais a imaginação criar.
Brincar de comidinha não é apenas “nutrir-se com o alimento”, mas sim um ritual sagrado. Prepará-lo, decorá-lo, servir, comer junto.
Apreciem sem moderação os registros de diferentes comidinhas criados por nossas crianças. Está de dar água na boca!

Autor: CMEI Caiuá Ilhéus - Maternal II | Fonte: CMEI CAIUÁ iLHÉUS
00308614.jpg
M
1/11