Bolas em movimento

    Publicado por:  Roberta Portela de Oliveira

         Ao perceber o interesse das crianças em brincar com bolas: jogar, chutar e comparar as diferentes bolas durante as brincadeiras, as educadoras do MI A deram início ao planejamento de atividades variadas utilizando diversos tamanhos e tipos de bolas.
        No primeiro momento as educadoras organizaram o saco surpresa com bolas de diferentes tamanhos, cores e texturas, o mesmo foi pendurado no meio da sala antes da chegada das crianças. As educadoras observaram que de início as crianças olhavam e apontavam com expressão curiosa, foi organizada uma roda de conversa onde as crianças foram instigadas a levantarem hipóteses sobre o que havia no saco. Algumas crianças arriscavam, mas o que marcou foi a fala da Danieli: “tem presentinho”, pois ao balançar o saco algumas bolas faziam barulho de sino, as crianças tocaram no saco com o auxílio das educadoras aumentando sua curiosidade. Em seguida as educadoras instigaram as crianças a fazerem a récita dos números: “1,2,3 e...”, proporcionando empolgação, ao cair as bolas, as crianças expressaram muita alegria e risos. Elas exploraram as diferentes bolas e suas diversas possibilidades de brincadeiras. O Diego pegava bolas de diferentes tamanhos e ia para frente do espelho fazer a comparação, o Pedro demonstrou preferência pelas bolas maiores onde deitava e rolava com as mesmas, o Luiz Felipe tentava segurar as duas bolas pequenas e a bola grande ao mesmo tempo, algumas crianças fizeram tentativas de sentar nas bolas.
       No segundo momento as educadoras confeccionaram peneiras utilizando bambolês e TNT com as cores da bandeira do Brasil e em roda de conversa foi apresentado as peneiras prontas e bolas pequenas com diferentes cores e texturas para as crianças. As educadoras demonstraram como seria realizada as atividades, aumentando o grau de dificuldade para as crianças, onde um dependia do equilíbrio e cuidado do outro para não deixar as bolas caírem. Nesta atividade as crianças foram divididas em grupos de três a quatro crianças, ao segurarem a peneira a criança Danieli dizia em voz alta para seus colegas: “não deixa cair, não deixa cair”. Ao terminar a atividade as crianças puderam explorar livremente o material disponibilizados com as demais bolas.
       Para que as crianças pudessem explorar melhor diferentes tipos de bolas fizemos atividades em diferentes espaços para que as crianças pudessem chutar e compartilhar com seus colegas. Fizemos também atividades de bolinhas de sabão no pátio externo onde as crianças observaram outro tipo de bola e que ao tocar estas estouravam e outras iam embora com o vento.

 

 

 

Autor: Prof. Osny Dacol, CMEI | Fonte: Mônica, Nágila e Rozimar