Escola Municipal Pilarzinho, Escola Municipal

logo escola

Atividade de caça ao tesouro desenvolve a compreensão leitora de forma lúdica

    Publicado por:  Gustavo Leandro de Siqueira Prestini

     Na última segunda-feira de aula do primeiro semestre, os estudantes da UEI Pilarzinho viajaram por uma aventura em busca do tesouro perdido do Pirata Olho de Cobra. O plano era resolver os nove desafios e encontrar o tesouro perdido, que de alguma forma foi parar dentro da EM Pilarzinho.

     A atividade desenvolvida pelo Articulador Gustavo Prestini e aplicada pela professora da Oficina de Teatro, Alessandra P. Frohlich, instigou a leitura, a interpretação de texto e a utilização de conceitos matemáticos para o andamento da saga em busca do tesouro. Dentre as nove etapas, vários desafios foram aplicados, levando os alunos para todos os cantos da escola até chegar ao último local, “a horta, era lá que estava escondido o baú cheio de moedas de chocolate e de doces”, afirmou a aluna Andriele  Fagundes C. Moreira, do terceiro ano.

     Na sala da Oficina de Teatro, foi criado um cenário que lembrava um navio pirata, onde a professora Alessandra contou uma história inicial como disparador da atividade. “Foi muito empolgante, um desafio bem legal. Ver no rosto dos alunos a felicidade, a empolgação e a ansiedade foi muito animador. Era visível a alegria e a vontade de chegar até o tesouro”, afirmou a Professora.

     Para as crianças, foi uma atividade única. “Foi muito legal, porque a gente gosta de descobrir coisas, de achar coisas, buscar que nem marujo, descobrir as pistas e participar de toda a atividade, foi maravilhoso!”, afirmou a aluna Karen Letícia Pereira dos Santos, do segundo ano, “uma das pistas a gente teve que procurar a palavra vendo as letras nas teclas do telefone. Tinha o número sete que era o número do teclado e o número um que era a posição da letra, eu encontrei a letra P, que formou o Pé de Pitanga”, contou. Para a estudante Giovanna Brizola Miranda, a atividade foi “muito legal, fizemos muitas brincadeiras e procuramos as pistas, foi super divertido!”.

     Para a Diretora Simeia A. Brasileiro, “este tipo de atividade cai como uma luva no que buscamos enquanto escola, proporcionar experiências significativas, lúdicas e divertidas em que os alunos aprendem sem perceber”. A atividade foi realizada com todas as turmas da UEI e com a participação de todos os professores da unidade.

Confira as fotos!

Autor: Gustavo L. de S. Prestini | Fonte: Pilarzinho, EM