A importância da garantia da alimentação escolar nos tempos de Pandemia

    Publicado por:  Andreia Luciana Batista

 

Em cumprimento ao Programa Nacional de Alimentação Escolar –PNAE que tem como objetivo “contribuir para o crescimento e o desenvolvimento biopsicossocial, a aprendizagem, o rendimento escolar e a formação de hábitos alimentares saudáveis dos alunos, por meio de ações de educação alimentar e nutricional da oferta de relações que cubram as suas necessidades nutricionais durante o período letivo” (BRASIL, 2009). Assim a Educação do Município de Curitiba não ficou estagnada. Com ações planejadas e coordenadas, rapidamente ao ter as aulas presenciais suspensas no final de março de 2020, iniciou no mês de abril de 2020 as videoaulas veiculadas por canal de TV aberta, e disponibilizadas na plataforma Youtube da SME, conjuntamente com o ensino remoto foram entregues quinzenalmente aos estudantes/crianças atividades e propostas pedagógicas planejadas pelos professores de todas as unidades educacionais que pertencem a Rede Municipal de Ensino de Curitiba.

A alimentação escolar, por ser de grande importância, como mencionado anteriormente, não deixou de ser distribuída aos estudantes/crianças regularmente matriculados na Rede Municipal de Ensino de Curitiba, durante todo o período de 2020 e continua sendo ofertada neste ano de 2021. No ano de 2021 após a entrega dos kits alimentares do mês de março, foi realizada pelo NRE Santa Felicidade análise do percentual de kits devolvidos pelas unidades educacionais. A quantidade devolvida de kits de alimentação pelas unidades educacionais nos levaram a reflexão sobre o porquê as famílias não compareceram às unidades educacionais onde os estudantes/crianças (seus filhos) estavam regularmente matriculados, para retirar o kit alimentação ao qual é direito de seu filho.

Após essa análise, percebeu-se a necessidade de realizar ações pontuais de sensibilização junto aos familiares e responsáveis, buscando assim a garantia da alimentação escolar à todos os estudantes/crianças regularmente matriculados. Desse modo, o Núcleo Regional de Educação de Santa Felicidade, em conjunto com as equipes gestoras das unidades buscaram formas de serem mais efetivos nos informes sobre a retirada dos kits de alimentação e pedagógicos. Ao mesmo tempo ocorreram formações via Google Meet incentivando e orientando as equipes gestoras sobre a importância de se trabalhar com os estudantes e famílias sobre a retirada dos kits e a relevância da alimentação saudável para o desenvolvimento dos estudantes/crianças. O resultado das ações foi uma queda expressiva no número de kits devolvidos pelas unidades.

Autor: Teresinha Medeiros e Marcia Brito | Fonte: Núcleo Regional da Educação de Santa Felicidade
00303149.png
Alimentação escolar na pandemia
1/11