A importância da Aula de Campo

    Publicado por:  Kellen Beckert Menino

O Programa Linhas do Conhecimento[1] objetiva fortalecer a consciência urbana, a sustentabilidade, a pertença dos sujeitos aos espaços da cidade e a identidade cidadã, envolvendo crianças, estudantes e docentes em práticas de exploração e conhecimento da cidade de Curitiba a partir das aulas de campo.

Sabendo da importância desta metodologia, compartilharemos o olhar das autoras OLIVEIRA E CORREIRA[2] (2013) sobre a  aula de campo como mecanismo facilitador na educação.

A pesquisa completa[3] está disponível para consulta na Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v.6, n.2, p. 163-190, junho 2013.

Para as autoras, a aula de campo constitui um importante elemento para o desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem, permitindo ir além da simples exposição mecânica dos conteúdos em sala de aula ao possibilitar a compreensão de uma realidade complexa a partir de um dado palpável, além de contribuir para enriquecer as disciplinas e dinamizar o trabalho do professor.

As aulas de campo são oportunidades em que os alunos poderão descobrir novos ambientes fora da sala de aula, incluindo a observação e o registro de imagens e/ou de entrevistas as quais poderão ser de grande valia. Estas aulas também oferecem a possibilidade de trabalhar de forma interdisciplinar, pois dependendo do conteúdo, podem-se abordar vários temas (MORAIS e PAIVA, 2009). A aula de campo tem sido descrita como uma forma de levar os alunos a estudarem os ambientes naturais, objetivando perceber e conhecer a natureza por meio dos diversos recursos visuais, ou seja, levá-los ao ambiente propriamente dito para estimular os sentidos de forma lúdica e interativa, tornando-se imprescindível um planejamento que articule trabalhos de campo com as atividades desenvolvidas em classe, na busca de um ensino de qualidade (VIVEIRO e DINIZ, 2009).

Assim, o professor tem papel fundamental na realização da aula de campo, pois além de planejar toda a atividade, ele será o mediador entre os conhecimentos existentes nos ambientes visitados e o estudante. Dependendo do local escolhido, se houver a disponibilização de guias ou monitores, o professor terá a função de acompanhar todo o processo, orientando os alunos e os auxiliando no que for preciso.  (MARANDINO et al., 2009).

Sabendo dessa importância a Escola Municipal Prefeito Omar Sabbag iniciou a proposta com a aula de campo com os 3ºs anos. A professora Kellye e a pedagoga Maria Isabel realizaram a proposta a partir do conteúdo paisagem e suas transformações, tendo como objetivo levar os alunos a reconhecer as características da paisagem e os efeitos da ação humana na transformação do espaço geográfico a partir do entorno. A professora Kelem, do Programa Linhas do Conhecimento, fez a proposta com a pedagoga da Escola contribuindo para a aula de campo com a parceira da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Os conteúdos que ainda serão contemplados na aula de campo serão: Recursos Hídricos, o Lixo e o ambiente e o plantio de árvores na margem do Rio.

 

 

[2]  OLIVEIRA, Alana Priscila Lima, CORREIA, Monica Dorigo. Aula de Campo como Mecanismo Facilitador do EnsinoAprendizagem sobre os Ecossistemas Recifais em Alagoas.  Disponível em: file:///C:/Documents%20and%20Settings/nrecj/Meus%20documentos/Downloads/37996-125976-1-SM.pdf. Acesso em: 29/06/2017.

Reconhecer as características da paisagem e os efeitos da ação humana na transformação do espaço geográfico.

Autor: NRE Cajuru | Fonte: Professora Kelem - Linhas do Conhecimento