Jardins de Mel: TV chinesa acompanha aula de campo sobre abelhas de ferrão e estudantes dão lição de sustentabilidade

    Publicado por:  Maria Duarte

 

Uma aula de campo de estudantes da rede municipal de ensino nos Jardins de Mel da Escola Foz do Iguaçu e do Parque Barigui foi o tema da produção desta quinta-feira (4/8) da CGTN TV (China Global Television Network).

O projeto Jardins de Mel tem como foco as abelhas nativas sem ferrão, responsáveis pela polinização de cerca de 90% das plantas brasileiras. Elas têm “morada” garantida em escolas e parques da cidade.

Uma equipe da rede de TV está em Curitiba esta semana para produzir uma série de reportagens sobre desenvolvimento sustentável. Foram escolhidas cidades modelo na área ao redor de todo o mundo, e Curitiba representará o Brasil.

A equipe vai gravar cinco reportagens na cidade, apresentando iniciativas adotadas pela Prefeitura para garantir o desenvolvimento sustentável. Serão abordados nas gravações as obras da Prefeitura para contenção de enchentes; os Jardins de Mel e hortas comunitárias; a Escola de Sustentabilidade de Curitiba; o Câmbio Verde; e um perfil histórico da cidade.

Nesta manhã, os estudantes participaram de uma atividade do Linhas do Conhecimento e sabiam a lição na ponta da língua. “Os Jardins de Mel são muito legais, as abelhas são muito importantes, sem elas o mundo duraria poucos anos”, explicou Miguel Costa Abrahão, do 4º ano do Ensino Fundamental.

No primeiro dia em Curitiba, os jornalistas da CGTN visitaram a construção de uma bacia de detenção na sub-bacia do Ribeirão dos Müller, na CIC. A obra busca prevenir enchentes e alagamentos em períodos chuvosos, além de recuperar a mata ciliar para proteger as famílias ribeirinhas da região.

Educação ambiental

Paralelo às obras para contenção de enchentes, a Prefeitura também investe em programas de educação ambiental para evitar o descarte de lixo nos rios e nas vias públicas, o que também previne os alagamentos.

São iniciativas como a Família Folhas, que ensina sobre destinar corretamente os resíduos; o Desafio 100 Mil Árvores, que já trouxe mais de 230 mil novas árvores plantadas pelos curitibanos; e os dez Ecopontos, locais para destinação de materiais inservíveis como poda de árvores, eletroeletrônicos e restos de materiais de construção.

Além disso, também existem outras iniciativas de educação como a Escola de Sustentabilidade, os Jardins de Mel e a Fazenda Urbana, que serão abordados pelas reportagens da TV chinesa.

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, esclarece que a educação ambiental faz parte do currículo na rede municipal e é trabalhada de diversas maneiras com os estudantes. Ela destacou a Escola de Sustentabilidade, inaugurada em junho.

“O trabalho integrado do Meio Ambiente com a Educação permite diversas possibilidades e somente a visita ao local já é uma grande experiência ambiental”, pontua. “A Escola dá suporte à formação da cidadania socioambiental, com ênfase na sustentabilidade, autonomia e valores como solidariedade, respeito, cuidado e responsabilidade com o ambiente”, completa.

Autor: SME | Fonte: SME