Educação deposita primeira parcela do Fundo Rotativo de 2021

    Publicado por:  Maria Duarte

A rede municipal de ensino começa o ano letivo de 2021 com dinheiro na conta. Ao longo desta semana, a Prefeitura de Curitiba deposita, ao todo, R$ 3,36 milhões diretamente nas contas de Escolas, Centros Municipais de Atendimento Infantil (CMEIs) e Centros Municipais de Atendimento Educacional Especializado (CMAEEs).

É a primeira parcela do programa Fundo Rotativo deste ano e chega antes do início do ano letivo, em 18 de fevereiro.

O valor repassado a cada unidade depende da estrutura e do número de estudantes atendidos e pode ser utilizado na compra de materiais de limpeza ou de escritório e serviços rotineiros, como troca de vidros e pequenos reparos.

“Os recursos vão direto para a conta da escola, dessa maneira fica mais fácil e rápido fazer compras e contratar serviços, como a troca de um vidro, uma compra de desinfetantes, enfim, isso garante uma administração eficiente”, explica o superintendente Executivo da Secretaria Municipal da Educação, Oséias Santos de Oliveira.

Balanço

As unidades da rede receberam R$ 60 milhões de 2017 a 2020.

Nesta gestão, o valor teve reajuste. O montante anual passou de R$ 12 milhões em 2017 para R$ 15,7 milhões/ano.

Transparência

A população pode acompanhar a utilização do dinheiro do Fundo Rotativo pela internet. A movimentação das unidades fica registrada no sistema Gestão de Recursos Financeiros, inclusive os dados dos anos anteriores.

As informações estão no site da educação.

Autor: SME | Fonte: SME