Educação apresenta projeto de economia doméstica para estudantes

    Publicado por:  Maria Duarte

Como parte das comemorações do aniversário de 328 anos da cidade, a Secretaria Municipal da Educação apresentou, nesta quinta-feira (25/3), o projeto “Mãos na Massa: economia doméstica para os estudantes da rede municipal de ensino”.

No evento on-line, transmitido pelo YouTube da secretaria, foram lançados os cadernos pedagógicos do projeto, elaborados pela equipe técnica da Educação.

Anunciada no ano passado pelo prefeito Rafael Greca e pela secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, a iniciativa busca incentivar os estudantes a encontrar soluções para questões do dia a dia de maneira criativa e sustentável, para que sejam mais inovadores e autônomos.

A iniciativa começa pelos estudantes das 11 escolas municipais do 6º ao 9º ano e será ampliada ao longo dos próximos meses.

“Quero nossas meninas e piás sabendo comprar, preparar alimentos e cuidar dos resíduos. É dever da escola iluminar o aluno com a luz da autossuficiência”, declarou o prefeito Rafael Greca, no lançamento do projeto, dia 18 de dezembro, no Palácio Solar 29 de Março, sede da Prefeitura.

O investimento é de R$ 37,3 mil por unidade que recebe o projeto, para viabilizar os espaços maker (faça você mesmo) com propostas de vivências do cotidiano e atividades manuais, que envolvem culinária e costura, de maneira articulada com conteúdos curriculares, como matemática e ciências, por exemplo.

A secretária explica que essa iniciativa é resultado do intercâmbio que os profissionais da rede fizeram na Finlândia, em 2019.

“Nas escolas finlandesas eles têm cozinhas e ateliês de costura equipados, é o que estamos fazendo em nossas unidades”, contou Maria Sílvia.

“Investimos nas unidades para trabalhar com esta iniciativa interdisciplinar, que traz nossa sustentabilidade como seres humanos. Aliada a todas as áreas de ensino, que estarão integradas, isso será possível em nossas escolas. A sustentabilidade começa em nós, com nossa relação com as pessoas, com o ambiente”, comentou a secretária.

A superintendente de Gestão Educacional, Andressa Pereira, destacou que o papel da escola é oferecer oportunidades para que os estudantes tenham autonomia.

“Com atividades manuais contextualizadas com o currículo, ampliamos as possibilidades para a formação integral dos estudantes”, destacou. Desde o início do mês, 14 professores participam de formação voltada a esse projeto.

Também participaram do evento on-line o superintendente Executivo da Educação, Oséias Santos de Oliveira, e o chef de cozinha Rafael Aparecido Utimura, convidado para apresentar palestra sobre a arte de cozinhar.

Utimura destacou a importância de não se desperdiçar alimentos. “Vivi e trabalhei um tempo no Japão e, como o país enfrentou a fome devido à guerra, aprendi a não desperdiçar nada”, disse.

“Esse é um sonho de longa data e do prefeito e da primeira-dama, Margarita Sansone, desde a primeira gestão, em 1993. Agora está se tornando realidade”, finalizou a secretária.

TV Escola Curitiba

O projeto estará presente nas videoaulas, a partir de 12 de abril. Após a Páscoa, a programação da TV Escola Curitiba vai incluir os conteúdos de economia doméstica voltados aos estudantes do 6º ao 9º ano.

Autor: SME | Fonte: SME