TRAGA-ME A CABEÇA DE LIMA BARRETO

 

Inspirada livremente na obra de Lima Barreto (1881-1922), especialmente nos livros Diário íntimo e Cemitério dos vivos, o monólogo teatral Traga-me a cabeça de Lima Barreto reúne trechos de memórias impressas em suas obras, entrecruzadas com livre imaginação. O texto fictício tem início logo após a morte do escritor, quando eugenistas exigem a exumação do seu cadáver para uma autópsia a fim de esclarecer “como um cérebro inferior poderia ter produzido tantas obras literárias – romances, crônicas, contos, ensaios e outros alfarrábios – se o privilégio da arte nobre e da boa escrita é das raças superiores?” A partir desse embate com os eugenistas, a peça mostra as várias facetas da personalidade e da genialidade de Lima Barreto, sua vida, sua família, a loucura, o alcoolismo, o racismo, sua convivência com a pobreza, sua obra não reconhecida, suas lembranças e tristezas.

Gênero: teatro
Classificação: 14 anos
Duração: 60 minutos

Serviço: 

Data: 30 de outubro

Horário: 20h

Local: SESC Esquina - Rua Visconde do Rio Branco, 969

 

 

Contempladas:

Lucimara Aparecida Muratori - CMEI Érico Veríssimo (NREBQ)

Raquel Almeida Corrêa Zuchello - CAIC Cândido Portinari (NRECIC)